Comodismo e egoísmo são formas perniciosas de cegueira mental

O PENSAMENTO CRÍTICO DE JOSÉ SARAMAGO

Comodismo, egoísmo pessoal, falta de generosidade e pequenas covardias do cotidiano são perniciosas formas de cegueira mental.

Consiste em estar no mundo e não enxergá-lo ou só ver nele o que, em cada momento, é suscetível de servir aos nossos interesses.

Ler mais

Um grande amigo representa nossa cultura popular na Europa

PERFORMANCE DE UM CORDELISTA EM PARIS

O cordelista Antonio Barreto representou o Brasil no Colóquio Internacional Poéticas de Paul Zumthor, na Universidade de Paris.

O evento comemorou o centenário de nascimento do pensador medievalista, estudioso dos fenômenos da voz no âmbito da antropologia.

Ler mais

Luciana Thees Vianna, brisa humanista na nebulosa Petrópolis

PARCERIA CAPOLAVORO LIVROS+MINCBLOG

Luli é como um jorro de luz provocado por uma brisa humanista que desanuvia o ambiente nesta cidade fria e nebulosa.

Com a Capolavoro em fase de consolidação, também passa a compartilhar experiências literárias com os amigos da MInc.

Ler mais

O príncipe rebelde que lutou pela igualdade entre homens livres

A SAGA DE KROPÓTKIN, O NOBRE HUMANISTA

Há mais de 100 anos um humanista imaginou a sociedade como uma cooperação voluntária e solidária entre cidadãos livres.

Suas ideias foram esperta e malandramente transformadas pelas elites em sinônimo de ‘anomia’ – bagunça, baderna e caos.

Ler mais

Por que certas pessoas falam tanto… e não conseguem dizer nada?

EM BOCA FECHADA NÃO ENTRA MOSQUITO

Muitos filósofos se detiveram nesse tema. Quase todos condenaram a verborragia, a eloqüência desmedida, a suntuosidade verbal.

A opção é pela simplicidade e pela brevidade. Uma pessoa afetada na maneira de falar ou de escrever é afetada em outras esferas.

Ler mais