Vergalhão de obra esmaltado vira chaveiro com esconderijo

FURO COMO CÁPSULA OU COMPARTIMENTO SECRETO – O torneiro mecânico fura um pedaço de vergalhão de obra e abre roscas nas extremidades para a instalação de tampas removíveis. Laqueado externamente, o pequeno cilindro se transforma num chaveiro com esconderijo para guardar uma nota grande enrolada.

Ler mais

Brinco argola invertida de prata com forma de coração e geométrica

JOIAS MINIMALISTAS COM O ARO EMPINADO

O barato desses brincos é que você introduz o fio de prata diretamente no furo do lóbulo mas não usa a peça pendurada.

Ao contrário, torce a argola para cima e fixa uma ponta na borda interna da concha e a outra na parte posterior da orelha.

Ler mais

Disco a laser para fazer furos com pistola na perpendicular

UM DISCO PARA FURAR NA POSIÇÃO CERTA

Se até marceneiros tarimbados furam enviezado, imagine a dificuldade de um leigo desajeitado para vazar a madeira a 90 graus.

O disco plástico projeta na superfície três círculos concêntricos a laser. Alinhados, garantem que a broca fure na posição correta.

Ler mais

Válvula monitora calibragem dos pneus através do seu celular

BLUETOOTH CONTROLA PRESSÃO DO PNEU

A tampinha se enrosca no bico da válvula de cada roda. Ela envia, por Bluetooth, o status da calibragem para o aplicativo no smartphone.

O sistema monitora perdas de pressão repentinas, mesmo quando você não está dirigindo e o seu carro está parado no estacionamento.

Ler mais

As divinas cavernas em falésias da Praia do Benagil, em Portugal

A IMPONÊNCIA DE UM SANTUÁRIO NATURAL

Esta gloriosa caverna marinha, fica numa região atlântica formada por falésias, próxima à praia do Benagil, em Algarves, Portugal.

O santuário natural é tão imponente, toca tão profundamente a alma, que se tem a sensação de estar no interior de um templo milenar.

Ler mais

Cordões, pingentes e brincos de argola com as correntes trançadas

JOIAS QUE FORMAM ESCULTURAS CINÉTICAS

O barato dessa coleção de cordões, pingentes e brincos, são os furinhos na argola chata por onde passa a corrente em várias combinações.

Com as variáveis ​​do movimento em suspensão, criou-se uma escultura cinética onde o espaço vazio torna-se parte integrante da composição.

Ler mais
Página 1 de 212