Leopardo caminha ameaçador em seu típico movimento de caça

ESCULTURA COM TUBOS E VERGALHÕES DE METAL – Com linhas bem concisas e o estilo vívido, um leopardo ameaçador projeta o corpo para a frente, caminhando em direção à presa. A pintura texturizada realça a beleza da estrutura montada com tubos e vergalhões de aço. Peça de bom tamanho: 41 cm de comprimento.

Ler mais

Pintura 3D no casco deixa lancha com a cara de tubarão faminto

VISUAL INVOCADO PARA BARCO DE PESCA ESPORTIVA – O período de verão é o maior barato, estimulante para conhecer as novidades que chegam lá de fora. Na área náutica, por exemplo. O casco de uma lancha pequena ganhou volume visual com a pintura custom tridimensional de um tubarão pra lá de invocado.

Ler mais

Musgo compõe cabeça de urso num galho quebrado de árvore

O DISPARO CERTEIRO SÓ COM UMA CÂMERA

A ilusão de ótica capturada por um fotógrafo inglês ganhou enorme repercussão como um caso clássico de pareidolia.

Este é o nome de um fenômeno psicológico que nos fazer enxergar caras e fisionomias nos lugares mais improváveis.

Ler mais

Acenda uma vela para chocar o seu próprio bebê dinossauro

OVO FAKE COM FILHOTE DE VELOCIRAPTOR

O que parece uma simples vela redonda, quando acesa revela tratar-se de um ovo de dinossauro, pronto para chocar.

Na medida em que a parafina é consumida pela chama, em seu interior aparecem as formas do filhote de Velociraptor.

Ler mais

Campanha na China contra consumo de sopa de barbatanas de tubarão

DO BLOG ECONSCIÊNCIA
Grupos ecológicos e de proteção aos animais fecham o cerco a práticas culinárias medievais que perduram até os dias de hoje na China.

Uma nova campanha pretende acabar com a matança de tubarões no gigante asiático.

As barbatanas são usadas em um prato tradicional do país, a sopa de barbatana de tubarão, considerada com propriedades afrodisíacas.

Ler mais

O feroz tigre asiático domina o dócil leão africano

BLOG CHEFE DE REDAÇÃO
“Tá tudo dominado”. A expressão define o que ocorreu sem que o Ocidente se tocasse: a China invadiu a África e fincou sua bandeira num território abundante em recursos naturais.

Ao contrário dos antigos conquistadores brancos, sem um tiro ou atos de violência para implantar na surdina essa forma de neocolonialismo “made in china”.

Ler mais