Tradição cristã: moeda com anjo de pewter atrai proteção

O HÁBITO DE DISTRIBUIR MOEDINHAS ANGELICAIS – Reza a tradição que as moedas com imagens de anjos teriam a capacidade atrair, além da saúde, coragem, fé, paz, harmonia e, claro, sorte nos negócios e no amor. É por isso que tantas pessoas costumam presentear amigos e parentes com moedas que carregam no bolso.

Ler mais

Operação Wonka: a missão dos cientistas para salvar o chocolate

UNIDOS POR FANTÁSTICA FÁBRICA GLOBAL

Cientistas e botânicos se uniram num esforço cinematográfico para garantir a oferta global de chocolate e um futuro mais doce.

Um dos problemas foi a recente descoberta, pelos chineses, dos prazeres gastronômicos que só o chocolate é capaz de proporcionar.

Ler mais

Vício em fast-food altera DNA e é transmitido aos descendentes

HAMBÚRGER MODIFICA O CÓDIGO GENÉTICO

O consumo regular de hambúrguer, pizza e sorvete ameaça a saúde não somente com a obesidade, mas também altera o DNA.

O hábito alimentar é transmitido ao código genético da geração seguinte, junto com a propensão invencível de consumir fast-food.

Ler mais

Oceanos podem ter remédios que ajudem humanidade a sobreviver

BUSCANDO ANTIBIÓTICOS NO FUNDO DO MAR

Um grande perigo paira sobre toda a humanidade. Os antibióticos já não surtem efeito contra as atuais infecções e micróbios.

Como 80% dos medicamentos conhecidos não funcionam mais, por sua origem terrestre, a salvação pode estar no fundo do mar.

Ler mais

Obesidade parou de crescer no Brasil mas ainda preocupa bastante

BOA ALIMENTAÇÃO COM EXERCÍCIOS FÍSICOS

A boa notícia é que finalmente a obesidade no Brasil parou de crescer, pela primeira vez, depois de oito anos em ascensão.

A má é que 50,8% dos brasileiros ainda estão acima do peso ideal. Destes, 17,5% são obesos – mais de 35 milhões de pessoas.

Ler mais

Solteirões convictos, atenção: casamento faz bem ao coração

MENOS RISCO DE DOENÇA CARDIOVASCULAR

Pessoas casadas têm em média 5% menos risco de desenvolver doenças cardiovasculares do que as solteiras, viúvas ou divorciadas.

É o que garante um estudo a partir das fichas médicas de mais de 3,5 milhões de pessoas com idades entre 21 e 102 anos, nos EUA.

Ler mais
Página 1 de 111234Última »