Divisória de ambientes com motivo floral no estilo Art Nouveau

SUAVE LUMINOSIDADE COLORIDA NO ESPAÇO INTERIOR – Divisórias de ambientes e cantoneiras de portais ornamentadas com motivos florais ou orgânicos de influência Art Nouveau deixam a sua casa e o escritório muito mais elegantes e exclusivos. Conheça as quatro alternativas possíveis para executar essas instalações.

Ler mais

Luminárias e divisórias recortadas em metal como xilogravuras

INFLUÊNCIA A FERRO E FOGO DA CULTURA INDÍGENA – Quem curte serralheria ornamental não pode deixar de conhecer as esculturas do mais anárquico artista californiano. Seus painéis, influenciados pela cultura indígena, são povoados por animais e seres fantásticos recortados a plasma no estilo das xilogravuras.

Ler mais

Painéis, divisórias e molduras artesanais de bambu reciclado

MOSAICOS COM GOMOS E LASCAS VEGETAIS

Uma artista plástica compõe mosaicos com gomos e lascas de bambus, dispostos em pequenos quadros e molduras.

Mas o estilo é uma inspiração para se produzir painéis de parede, divisórias de ambientes e até arremates de janelas.

Ler mais

Rodas de bicicletas recicladas como mesas, cadeiras e biombos

PARA DECORAR UMA BIKE SHOP DESCOLADA

Mesas, cadeiras e divisórias feitas com velhas rodas de bicicletas pegam bem na decoração de uma bike shop de estilo descolado.

Mas, usadas com parcimônia e equilíbrio, as sucatas podem compor agradavelmente outros ambientes comerciais e residenciais.

Ler mais

ECOrtina: a cortina ecológica com flores vivas e plantas decorativas

JARDINS SUSPENSOS NAS JANELAS DE CASA

ECOrtina transforma a tradicional cortina de janelas em um elegante sistema de bolsas suspensas que permitem cultivar flores e plantas.

Feito de material sintético reciclável e à prova d’água, é facilmente adaptável a qualquer vão, bastando fazer o corte na medida desejada.

Ler mais

Vasos suspensos de flores para uso como divisórias de ambientes

PARA PENDURAR NO TETO OU NAS PAREDES

Arranjos de plantas suspensas em vasos para separar ambientes existem desde antes da invenção das paredes nas cabanas coletivas.

Fazem tanto sucesso até hoje, talvez por ainda estarem muito presentes em nossa memória ancestral.

Ler mais