Televisão antiga de tubo e gabinete reciclada como um barzinho

MÓVEL CHARMOSO EM AUTÊNTICO ESTILO VINTAGE – Sintonizado, um casal teve a brilhante ideia de reciclar seu antigo aparelho televisor de gabinete com pezinhos palito, tipo anos 1960. A dupla retirou o tubo de raios catódicos, as válvulas, a tralha eletrônica e toda a poeira. Daí nasceu um charmoso barzinho no estilo vintage.

Ler mais

Telescópio capta misteriosos sinais de rádio vindos do espaço

FONTE PRÓXIMA À CONSTELAÇÃO AQUÁRIO

Tudo começou em 2007 quando astrônomos detectaram um estranho pulso de ondas de rádio vindo das profundezas do espaço.

Agora o mistério poderá, enfim, ser explicado após a captura pela primeira vez de um desses misteriosos sinais em tempo real.

Ler mais

Pais que cedem a muitos desejos criam a maldade nos filhos

A FÁBULA DA MENINA QUE QUERIA UM PEIXE

Vivemos numa sociedade consumista, onde os desejos têm grande poder. O aumento generalizado do egocentrismo está disseminado pelo planeta.

A fábula da menina e do peixe permite uma reflexão sobre os motivos pelos quais os desejos podem se tornar grandes geradores de maldades.

Ler mais

Paisagens de fogo e água aparecem na pedra preciosa opala

A VISÃO SURREAL DO CÉU E FUNDO DO MAR

São duas pedras incríveis. A opala de fogo mexicana se parece com um belo pôr-de-sol nas nuvens ou uma explosão de fogo cheia de fumaça.

Uma outra opala etíope tem uma rara perspectiva submarina de fundo do mar. É simplesmente surreal, lembrando um mini aquário de bolso.

Ler mais

Delicadeza do design oriental em relógios e luminárias de parede

A LEVEZA DO TEMPO E DA LUZ NA DECORAÇÃO

Todo mundo reclama – e com razão – dos produtos chineses produzidos numa escala tão absurda que paralisa as indústrias dos demais países.

Não é o caso do relógio de parede criado em resina branca pelo estúdio de design HaoShi – além de exceção à regra, uma delícia para os olhos.

Ler mais

Ter animal de estimação reduz o risco de doenças do coração

REDUZ STRESS, COLESTEROL E OBESIDADE

Ter um bicho de estimação reduz o risco de se desenvolver doenças cardiovasculares.

Isto, entretanto, não vale para peixinhos de aquário ou tartarugas, mas, de preferência, para cachorros que gostem de bater perna na rua.

Ler mais
Página 1 de 3123