Sucatas de produtos eletrônicos reciclados viram esculturas cibernéticas


Sucata eletrônica reciclada

RECICLAGEM DE LIXO ELETRÔNICO

A Cachaça da Happy Hour

Estes pássaros aparentemente saídos de algum filme de ficção científica na verdade compõem uma curiosa coleção de de esculturas cibernéticas de coisas que a maioria das pessoas joga fora.

Tudo começou há cerca de quatro anos quando o cearense Armando Oliveira, 50 anos, teve a interessante ideia de transformar em arte a “sucata tecnológica” de peças velhas de computadores e eletroeletrônicos, modelos de câmeras fotográficas antigas, metal e plástico.

Hoje, o escultor, ilustrador e designer gráfico de Fortaleza cria pássaros, caranguejos, aranhas, besouros, motocicletas, violões e robôs reciclando esse tipo de material descartado e muita criatividade.

Sucata eletrônica reciclada

“Eu trabalho com manutenção de computadores e comecei a juntar muitas peças em casa. Depois de muito tempo vi que elas tinham utilidade e há três anos faço esse tipo de arte”, explicou Armando Oliveira.

Ele afirmou ainda que, depois que viu o resultado das peças, começou até a comprar materiais inutilizados de outras empresas que trabalham com computadores, para ampliar a coleção. E o hobby virou negócio: Armando já vende as peças, na praia ou pela internet, o meio ‘mais rentável’, de acordo com o artista.

Ele publica fotos em seu blog pessoal para divulgar as peças exclusivas e as vende em um site de comércio eletrônico. Os preços variam de R$ 50 a R$ 300, dependendo do tamanho da peça.

Reciclagem de telefone celular

Na TechArtes

Um comentário em “Sucatas de produtos eletrônicos reciclados viram esculturas cibernéticas

  • 4 de outubro de 2012 em 11:48
    Permalink

    Muito bons os trabalhos deste artista.

    Resposta

Deixe um comentário simpático neste artigo: