Sobe a aprovação e a participação de mulheres no governo Dilma

As mulheres do governo Dilma

O TIME FEMININO DE DILMA ROUSSEFF

A Cachaça da Happy Hour

Para as mulheres estas são, sem dúvida, duas ótimas notícias, daquelas de deixar espumando e desnorteados os misóginos de plantão, da velha mídia e de um certo programa de “humor” da Band.

Na primeira, subiu o índice de aprovação do governo da presidenta Dilma Rousseff mesmo com a crise política amplificada pela imprensa que levou à demissão do ministro Antonio Palocci.

É o que mostra uma pesquisa do tucaníssimo Instituto Datafolha que ouviu 2.188 pessoas na última quinta (9) e sexta-feira (10). Entre os entrevistados, 49% consideram Dilma como ótima ou boa.

Em março, o índice de aprovação de 47% já era comemorado por ser a melhor avaliação obtida por um presidente em início de mandato. Superou até Lula, que em março de 2003 começou seu governo com 43% de aprovação.

A outra: com a nomeação da nova chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, Dilma aumentou para 10 o número de mulheres no ministério. Ao transferir Ideli Salvatti da Pesca para as Relações Institucionais, ampliou a participação das mulheres no comando pra valer do governo.

Com as novas indicações, Dilma reforça a promessa repetida sucessivamente durante a campanha eleitoral em 2010 de dar prioridade às mulheres na montagem da administração.

Agora o tamanho da equipe feminina de Dilma supera a fatia de mulheres nomeadas no primeiro ministério de Lula em 2003. Entre elas, a própria Dilma na pasta de Minas e Energia.

Dilma havia prometido compor 30% do ministério, ou 11 pastas, com mulheres. Ainda falta uma.

Conheça o time feminino de Dilma aqui.

* * *

Blog da Nívia de Oliveira Castro

Deixe um comentário interessante neste artigo: