Servidores de e-mails fecham para não trair confiança de clientes

SERVIÇO DESTRUÍDO CONTRA ESPIONAGEM

Espionagem de mensagens

“Não queremos ser cúmplices de crimes cometidos contra o povo”. Este foi o principal argumento do Lavabit ao público para anunciar o encerramento do seu serviço de e-mail.

O Lavabit existia há dez anos e era considerado um dos mais seguros – e por isso mesmo usado pelo próprio Edward Snowden, que dedurou o mega-esquema de espionagem do governo dos EUA.

Ladar Levison, proprietário da empresa, informou ter recebido um mandado judicial de busca nos seus servidores e por isso tinha decidido fechar, para não compactuar com a violação de privacidade.

Segundo o executivo, as pessoas merecem saber o que está acontecendo, que o congresso aprovou leis que violam a Primeira Emenda à Constituição norte-americana, sobre direitos fundamentais.

O Lavabit tinha 140 mil utilizadores, incluindo 70 empresas.

Outro pequeno provedor de e-mails, o Silent Circle, tomou uma decisão ainda mais radical, ao destruir preventivamente o seu próprio servidor.

Mike Janke, boss da empresa, achou melhor “receber uma chuva de críticas dos clientes do que ser forçado a entregar dados confidenciais” dos usuários ao sistema oficial de vigilância na Internet.

FACEBOOK E GOOGLE

Para os observadores, o anúncio das duas minúsculas empresas é um claro sinal de que grandes fornecedores de serviços de comunicação, como o Facebook e o Google, também sofreram e cederam a pressões semelhantes.

O encerramento dos dois serviços de e-mail confirma os argumentos dos que denunciam  que as atividades agressivas das agências de segurança prejudicam a liderança estadunidense no mercado internacional de serviços online.

Estimativas recentes apontam para perdas de 35 bilhões de dólares, com o cancelamento por empresas estrangeiras de contratos com fornecedoras norte-americanas por medo de serem alvo da vigilância da NSA – Agência de Segurança Nacional dos EUA.

Um comentário em “Servidores de e-mails fecham para não trair confiança de clientes

  • 19 de agosto de 2013 em 17:43
    Permalink

    Acho que não é grande surpresa, empresas americanas a serviço da espionagem americana, uma vez que é disponibilizado para o mercado um sistema espião que permite monitorar em tempo real nossos concorrentes, ou seja, por onde eles andam, quem os acessa, onde mais investem. O que na verdade ta me deixando preocupado é a troco de quê a google colocou um carro para percorrer todas as ruas de todas as cidade do brasil e do mundo. Será que é só para podermos acessar a imagem da rua em varios angulos ou foi uma das maiores estratégia militar de todos os tempos que está na mão dos estados unidos? Numa possivel invasão a um país conhece em tempo real e em varias dimensões o terreno inimigo como nenhum outro. Uma pergunta alguém ainda no mundo acha que americano é algo de se confiar? São descarados e o pior forçam por armas a todos ter que admitir que estão certos. Nem os proprios americanos acreditam em seu estado imaginem o resto do mundo. A america nunca existiu. É o mais sólido retrato e expressão de que o homem é o lobo do próprio homem. Google e yahoo estão com os dias contados. Oportunidade para brasileiros e para o mundo tomar posse da rede. Google e yahoo e facebook escondem mentiras, e diante do desrespeito que tiveram com todos os seus usuários, não tem como mais resgatar, só falaram um pouco da verdade por pressão mundial. Senão teriam omitido como todo este tempo omitiu. Eu cancelei meu facebook e não faço busca mais pelo google. 3 grandes organizações de mentira e vergonha.

    Resposta

Deixe um comentário interessante neste artigo: