Selins famintos e indiscretos criados com sucatas de bicicleta

A DENTADA ANIMAL E O OLHO QUE TUDO VÊ

De olho na bunda

Uma galeria de arte de Vancouver decidiu patrocinar uma exposição com selins de velhas bicicletas, doadas por ciclistas canadenses. As peças poderiam ser modificadas e reinterpretadas livremente.

Destaque para o artista Clem Chen e seus dois assentos fetichistas, com detalhes em resina. No mais animal deles, a bocarra sugere uma mordida nas partes do ciclista; no outro, um olho que tudo vê…

Selim de bicicleta

Mais imagens no DesignBoom

2 comentários em “Selins famintos e indiscretos criados com sucatas de bicicleta

  • 22 de janeiro de 2015 em 17:15
    Permalink

    Achei o selim interessante. Gostaria de saber se está à venda e qual é o valor.

    Resposta
    • 22 de janeiro de 2015 em 18:21
      Permalink

      Infelizmente não, Sandro, pois são peças apenas para exposição artística.

      Resposta

Deixe um comentário simpático neste artigo: