Sabe qual é a ‘preferência nacional’ dos jovens? Os celulares!

SEXO JÁ ERA! PRAZER AGORA É O CELULAR

Preferência por celulares

Já se sabia que o grau de dependência pelos celulares é tão grande, que muitos jovens norte-americanos preferem renunciar ao sexo a ter de se separar dos seus gadgets.

Mas agora detectaram que o vírus tecnológico se espalhou e pode ter se transformado numa pandemia, com efeitos nefastos sobre o comportamento sexual.

É fato: uma pesquisa constatou que mais de 9 entre 10 jovens da Inglaterra também preferem viver uma semana sem sexo do que longe do aparelho celular.

2 mil 570 pessoas entre 18 e 30 anos participaram da pesquisa feita pela empresa de seguros de celular Mobile Insurance.

Todos os participantes estavam envolvidos em algum tipo de relacionamento sério mas, claro, não se desgrudavam do companheiro eletrônico.

SÓ 3% AINDA PREFEREM O BOM COMBATE

Quando questionados sobre como se sentiam em relação aos seus celulares, 65% disseram que “não poderiam viver” sem o aparelho, 22% se consideraram “muito dependentes” e 10% sentiam que poderiam “pegar ou largar” o telefone.

Apenas uma minoria de 1% disse que só precisa de seus celulares “ocasionalmente” e 2% disseram que poderiam “viver facilmente sem ele”. Dentre os entrevistados, 12% já tinham seguros para seus celulares.

A pesquisa também perguntou o que os britânicos abririam mão por uma semana, em vez de ficar sem os celulares.

Enquanto 94% preferiam abrir mão do sexo, outros 45% viveriam sem uma das refeições básicas, 71% ficariam sem seus carros e 9% admitiram que preferiam ficar sem os próprios filhos.

Deixe um comentário interessante neste artigo: