Reciclagem: uma crítica ao modelo consumista com fósseis tecnológicos

Arte com circuito de computador

MENSAGENS PARA O FUTURO

Do blog ECOnsciência

Através de suas improváveis alegorias de esqueletos fósseis sobre placas eletrônicas de computadores, o artista deixa claro que, em nosso modelo de sociedade consumista, “o desperdício é apenas falta de imaginação”.

A crença de Peter McFarlane, leva muito além dos limites da produção de arte e permeia a maioria dos aspectos da sua vida. O escultor, pintor e artista multidisciplinar faz o maior sucesso nas galerias de arte do Canadá.

Arte com lixo tecnológico

Seu maior interesse é transformar todos os dias sucata descartável em intensas explorações conceituais. Ele se esforça para se lembrar dos objetos do passado, bem como ligá-los a um novo futuro dentro da imaginação do observador.

McFarlane passa a vida transformando resíduos de computador e outros materiais descartáveis em esculturas, telas, painéis e até mesmo cenários.

Arte com lixo tecnológico

Veja outros trabalhos de reciclagem em Peter McFarlane

Deixe um comentário simpático neste artigo: