Quem aproveita doença para atacar Lula não tem relevância


Ataques a Lula

MINORIA GROSSEIRA E SEM IMPORTÂNCIA

O Chefe de Redação

Um curioso conceito estatístico comprova que são irrelevantes, em termos numéricos, as hordas de fanáticos que aproveitam um momento de fragilidade na saúde para desfechar ataques histéricos contra Lula. Ainda que o ex-presidente não seja unanimidade — o que é salutar para a democracia –, ele tem 181 milhões de brasileiros que torcem a favor de sua recuperação e apenas 9 milhões contra.

SERÁ QUE ELES VÃO ENCARAR?

por Marco Aurélio Mello *

Os fatos recentes envolvendo a saúde do presidente Lula e as reações de parte dos que o odeiam e gostariam de vê-lo morto me fizeram lembrar a famosa Curva de Gauss.

Tinha um tio que costumava dizer que a sociedade e sua “opinião pública”, obedeciam rigorosamente à curva da previsibilidade. Haveria sempre aqueles 5% radicalmente contra, os 5% radicalmente a favor e os que ele chamava de normais.

Portanto, a parte da elite que torce pela morte do ex-presidente nada mais é do que 5%, que são e serão sempre os mesmos (veja gráficos aqui). No extremo oposto estão os outros 5% que estariam dispostos a caçá-los até a morte.

Sendo assim, os radicais, tanto de esquerda, quanto de direita, se complementam e se anulam. Sobram os 90% que são quem de fato decidem as coisas.

Mais uma curiosidade sobre a tal Curva de Gauss e a aprovação de Lula é que a duas porções centrais do “sino” somadas representam pouco mais do que 68%.

Se adicionarmos todas as porções à esquerda, por exemplo, teremos uma área equivalente a 84%, numero bem parecido com a opinião positiva que os entrevistados tem do nosso ex-presidente.

Os outros 16% são a soma dos que o odeiam, detestam, não gostam muito e gostam só um pouquinho.

Tudo isso para dizer que não vale a pena se preocupar com a turma dos 5%. Eles são irrelevantes neste processo onde, ainda que Lula não seja unanimidade (graças a Deus!), ele tem 181 milhões de brasileiros que torcem a favor e apenas 9 milhões contra.

Será que eles vão encarar?

* No blog DoLaDoDeLá 

* * *

O Chefe de Redação


Um comentário em “Quem aproveita doença para atacar Lula não tem relevância

  • 3 de novembro de 2011 em 00:35
    Permalink

    No blog do Flavio Gomes:

    A doença recém-revelada do presidente Lula trouxe à tona o esgoto comportamental e de caráter de parte da classe média brasileira, esgoto que sempre existiu, mas que agora encontra nas redes sociais espaço para feder com mais intensidade pela internet.

    A modinha dessa intelligentzia que lê “Veja” e seus congêneres diários é postar nos comentários de blogs camaradas a grande sacada do ano, que vem a ser: por que o Lula não se trata no SUS agora?

    A idiotice não tem limites e nem merece maiores comentários. Mas seria interessante se essa massa de beócios perdesse cinco minutos de suas vidas ridículas para ler o texto de Nina Crintzs (link a seguir), que sofre de esclerose múltipla.

    E vamos parar de falar me®da e de brincar com coisa séria.

    http://purplesofa.wordpress.com/2011/11/01/eu_o_sus_e_tals/

    Resposta

Deixe um comentário interessante neste artigo: