Propaganda enganosa do iPhone 4S rende processo à Apple

Propaganda enganosa

SIRI: PASSO TECNOLÓGICO PARA TRÁS

O Chefe de Redação

Consumidores norte-americanos estão processando a Apple num tribunal federal da Califórnia sob a alegação de publicidade fraudulenta do assistente de voz Siri, que foi a grande novidade tecnológica de seu último aparelho de telefone celular, o iPhone 4S.

A ação popular representa uma centena de usuários que se consideram vítimas de uma promoção enganosa da Apple e pedem US$ 5 milhões de indenização. Os documentos apresentados acusam a fabricante de oferecer uma “mensagem errônea e enganosa sobre as capacidades do Siri”.

O iPhone 4S foi apresentado em outubro de 2011 pela Apple como uma versão melhorada do telefone iPhone 4 e que tinha como principal novidade um assistente de voz que respondia aos pedidos do usuário.

Entre as funções divulgadas está a redação de mensagens ditadas pelo usuário, a habilidade para localizar lugares ou responder perguntas sobre conhecimento geral, assim como realizar ligações para contatos existentes na agenda do dispositivo a pedido do proprietário, entre outras coisas.

Os consumidores alegam que, quando o assistente de voz era perguntado pelo usuário para localizar algum estabelecimento, o dispositivo dizia “não entender” a questão ou respondia “de forma incorreta” após uma longa pausa.

Os reclamantes asseguram que a Apple não respeitou as leis do código de defesa do consumidor ao fazer propaganda enganosa.

“Os consumidores optaram por comprar o iPhone 4S em vez de outros telefones por sua função Siri”, reclamou Fran M. Fazio, de Nova York.

Com FSP Tec

2 comentários em “Propaganda enganosa do iPhone 4S rende processo à Apple

Deixe um comentário simpático neste artigo: