Produtores de cachaça organizados ganham novos mercados

Enquanto os produtores da Zona da Mata mineira continuam acomodados, dispersos, desorganizados e resignados com a falta de atenção do poder público estadual com esta que já foi um dia uma das mais progressistas regiões de Minas Gerais, gente com o olho no futuro arregaça as mangas e consolida a dianteira na expansão de seus negócios.

A prova disto pode ser confirmada no blog Apaixonados por Cachaça:

“Fabricantes de cachaça de Salinas/MG, se organizaram em busca do selo de Indicação Geográfica (IG) da produção regional, a exemplo do que já ocorre com o café do Cerrado mineiro e da cachaça de Paraty/RJ.

A Indicação Geográfica apoia os produtores no desenvolvimento econômico e social tendo como base a valorização de aspectos tradicionais e culturais da região, de acordo com a coordenadora de Incentivo para Indicação Geográfica de Produtos Agropecuários do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Bivanilda Tápias.

“O fato de Salinas ser uma tradicional região, conhecida pela fabricação de cachaça, garante o diferencial para a conquista do selo. Mas eles devem reforçar a busca dessa conquista se unindo em cooperativas”, adverte.

A indicação geográfica é um mecanismo de propriedade intelectual reconhecido em nível internacional, assim como marca ou patente. “A IG tem natureza declaratória. Não se cria uma IG, apenas se reconhece e o documento segue para avaliação do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio Exterior, o reconhecimento pelo registro da IG”, informa a coordenadora.

Na entrevista – os arquivos em PDF podem ser baixados aqui, a coordenadora do Mapa, Bivanilda Tápias, esclarece a importância e os benefícios dos Sinais Distintivos e Marcas e da Indicação Geográfica (IG).”

Isto significa que o trem-bala do futuro já arranca em direção à conquista de novos mercados mundiais e os produtores da Zona da Mata – que também destilam grandes cachaças, sim! – continuam sentados nas estações ferroviárias desativadas esperando o retorno da velha Maria Fumaça… que nunca vem.

Um comentário em “Produtores de cachaça organizados ganham novos mercados

  • 2 de setembro de 2010 em 15:48
    Permalink

    Festival da Cachaça Arte e Cultura

    Prezados Senhores, boa tarde.

    Nos dias 3,4 e 5 de dezembro de 2010, estaremos realizando um grande evento.
    Local: Jockey Clube do Rio de Janeiro
    O Jockey clube é um local de fácil acesso, estabelecido em uma avenida de grande circulação, de acesso a vários bairros do Rio de Janeiro. Com história e sucesso de todos os eventos realizados, em sua sede.
    Estamos cadastrando possíveis expositores, caso haja interesse, favor responder a esse e-mail, com e-mail e dados da pessoa responsável
    de sua empresa, para envio do projeto e planta baixa de situação.

    Desde já agdecemos sua atenção.

    Atenciosamente,

    Jane Rangel
    http://www.jrconsultorias.com.br
    janerangel.blogspot.com
    21-9154-0623

    Resposta

Deixe um comentário simpático neste artigo: