Preta Gil detona com preconceitos na música Sou Como Sou

RESPEITO À IGUALDADE

A Cachaça da Happy Hour

Ao ler este último post detonando nossa elite ignorante que tanto preza o status social, me lembrei dos caprichos e do comportamento infantil que levam os maníacos por marcas a um mergulho insano e quase suicida no consumismo desenfreado.

Pra muita gente tudo tem que ser top: o melhor corpo, a melhor academia, a melhor roupa, o melhor computador, o melhor carro, o melhor emprego, a melhor dieta, o melhor celular, o melhor tênis, a melhor joia, o melhor vinho. Custe o que custar!

Daí, foi apenas um detalhe relacionar estes assuntos com a música Sou Como Sou, da Preta Gil — maravilhosa na campanha Respeito às Curvas, da grife de lingeries Plié. Não à toa, a crítica aos clichês citados na letra viraram todo este sucesso.

Foto da campanhade lingeries Plié

SOU COMO SOU

Tem que ser branco
Tem que ser alto
Tem que ser magro
Tem que ter saldo no banco

Tem que ser sábio
Tem que ser hétero
Tem que ter cabelo
E tem que ter carro do ano

Tem que ser bilingüe
Tem que ser beautiful
Tem que ser formado
Tem que ter cartão de crédito

Tem que ser malhado
Tem que ser católico
Tem que ser bem dotado
E nada de cabelo branco

Olho pela janela e não é o que vejo não
Seria muito mal se fosse essa a situação
Chega de preconceito e viva a união
De toda raça, toda cor, sexo e religião

Quer saber? Sou como sou
Não quero me encaixar em nenhum padrão
Pode crer, sou como sou
Não preciso ser galã de televisão.

Quer saber? Sou como sou
Não quero me encaixar em nenhum padrão
Pode crer, sou como sou
Não preciso ser galã de televisão.

Sou como sou!

Assista ao clipe oficial no site de Preta Gil

Deixe um comentário interessante neste artigo: