Pingente erótico com mulher nua envolvida por uma serpente

Mulher envolvida por uma cobra

FANTASIA DA ARTE JOALHEIRA NO MAIS PURO ÊXTASE

Presente em todas as culturas de qualquer época, a serpente é o símbolo que mais fortemente encerra uma complexidade de arquétipos e intrigantes paradoxos.

Sua imagem mitológica está associada à essência primordial da natureza, à fonte original de vida, ao princípio organizador do Caos, anterior à própria Criação.

Na Bíblia, no Antigo Testamento, Eva foi tentada pela serpente para comer a maçã da árvore do Bem e do Mal. Por isso, acabou expulsa do Paraíso junto com Adão.

Pingente com mulher enrolada numa serpente

Na mitologia hindu, a serpente está associada à kundalini, denominação da energia sexual e vital do ser humano que transita entre os chakras no corpo físico.

Um dos signos da astrologia chinesa, suas principais características são: sabedoria, elegância, prudência, discrição, mistério, sedução, sensualidade…

Para Freud, pai da moderna psicanálise, a serpente representa o símbolo fálico masculino, o pênis. Daí sua associação à sexualidade e ao desejo sexual insconsciente.

Joia feminina sensual

Já, segundo Jung, o fundador da psicologia analítica, elas revelam o conflito interno entre a mente e o instinto, marcado pela repressão de sua natureza básica.

Como, ao fim e ao cabo, tudo transita pelo campo do erotismo, o designer austríaco Ferenc Papp deu sua contribuição ao tema com esta instigante bijuteria de prata.

Sob a forma de longo pingente com 8 cm de comprimento, o corpo nu de uma mulher surge envolvido por gigantesca e insinuante serpente. Arte em puro êxtase.

Bijuteria erótica

Clique nas imagens para ampliar originais e nos links destacados no texto para saber mais.

Deixe um comentário interessante neste artigo: