Piadas sobre tatuagem: 100 Reais, Coelhinho, Papai Noel, Japa e Rasta

Tatuagem de Esqueleto

RADICAL TATTOO

Do blog BananaPost

Um intervalo com humor para a galera que é chegada num tattoo.

São as três piadas mais infames sobre tatuagem que rolam na Web:

PRIMEIRA: A NOTA AZUL

O sujeito decide radicalizar logo na sua primeira tatuagem.

Dirige-se a um atelier especializado e ordena ao tatuador:

— Quero a tatuagem azul de uma nota de 100 reais no meu pênis!

O tatuador responde:

— Tá doido, cara? Você nem imagina a dor que vai sentir.

— Não importa, execute logo o serviço! – responde o homem, baixando as calças.

Enquanto desinfeta as agulhas, o tatuador pergunta:

— Mas por que você resolveu tatuar uma nota de 100 reais no pinto?

— Por três boas razões. — diz o homem — Primeiro, sou empresário e gosto de ver o dinheiro crescer. Segundo, minha mulher é banqueira e adora ver o dinheiro entrando e saindo. Terceiro, é a minha amante quem me suga o dinheiro todo…

Tatuagem com nome Wendy

SEGUNDA: O JAPA E O RASTA

Um japonês, morador em Nova York, começa a namorar uma americana chamada Wendy.

Apaixonado pela garota, decide tatuar no pênis o nome da sua amada.

Quando o dito cujo estava em repouso, lia-se apenas WY. Porém, quando entrava em atividade, dava pra enxergar o nome todo: WENDY.

Um dia, o japonês sai de férias para a Jamaica.

No banheiro de um bar, tirando água do joelho, aparece ao seu lado um rasta jamaicano muito grande e parrudo.

O japa arrisca uma espiadela de canto de olho e, para seu espanto, repara que no pênis do jamaicano também se lia WY.

Não resistindo à curiosidade, puxa assunto:

— Nossa, que coincidência! A sua namorada também se chama Wendy?

— Não, por que?

— Porque no meu pênis também tem WY, e quando ele está no apogeu, diz WENDY…

— No, brother. O meu, quando está em atividade, diz:
WELCOME TO JAMAICA, THANKS FOR YOUR VISIT. HAVE A NICE DAY.

Tatuagem corporal feminina

TERCEIRA: ENTRE A PÁSCOA E O NATAL

Uma senhora muito bonita entra no estúdio de um tatuador e pede:

— Faça na minha nádega esquerda um lindo coelhinho de Páscoa.

O tatuador trabalhou e fez um coelhinho perfeito. Ela adorou.

— Agora, faça um Pai Noel com o saco de presentes na nádega direita.

O tatuador caprichou no trabalho, que ela aprovou incondicionalmente.

Ao receber o pagamento, na saída, o tatuador lhe pergunta:

— Minha senhora, este foi um pedido inédito que me deixou bastante curioso. Por favor, me diga: por que um coelho de Páscoa numa nádega e um Pai Noel na outra?

E ela, francamente, responde:

— É pra calar a boca ao meu marido, que sempre reclama que lá em casa nunca há nada de bom pra comer entre a Páscoa e o Natal.

Deixe um comentário simpático neste artigo: