Os artistas anônimos da reciclagem de metais e ferro-velho

RUSTED FROM THE RAIN


Do blog HotGaragem

Este vídeo é para os artistas anônimos que sabem o que fazem, por que fazem e para quem fazem, sem se importar com o reconhecimento público, apenas pela (e para) satisfação dos que sabem enxergar. Quem vive em oficina vai entender a que estou me referindo.

A trilha musical — Rusted From The Rain (veja a tradução abaixo) — é da ótima banda de rock canadense Billy Talent, que começou originalmente como Peez, em 1993, mas por problemas legais teve que mudar de nome seis anos mais tarde.

Reciclagem - ferro velho

RUSTED FROM THE RAIN – BILLY TALENT

(Enferrujado Pela Chuva)

Eu tropecei pelos destroços, enferrujado pela chuva
Não tem nada mais para salvar, ninguém mais para culpar
Entre os espelhos quebrados, eu não pareço o mesmo
Estou enferrujado pela chuva, estou enferrujado pela chuva

Disseque-me até meu sangue escoar pelo ralo
Meu coração amargo injeta óleo em minhas veias
Não sou nada mais que um homem de lata, eu não sinto nenhuma dor
Eu não sinto nenhuma dor, estou enferrujado pela chuva

Vá em frente… me esmague como uma flor, enferrujado pela chuva
Venha, tire todo meu poder, bata-me com suas correntes
E se… eu sou o rei dos covardes, você é a rainha da dor
Estou enferrujado pela chuva, estou enferrujado pela chuva

Você me pendurou como um retrato, mas sou apenas a moldura
Costumava ser seu cãozinho, agora sou apenas um perdido
Algemado no cemitério, deixado aqui para o declínio
Deixado aqui para o declínio, enferrujado pela chuva

Vá em frente… me esmague como uma flor, enferrujado pela chuva
Venha, tire todo meu poder, bata-me com suas correntes
E se… eu sou o rei dos covardes, você é a rainha da dor
Estou enferrujado pela chuva, estou enferrujado pela chuva

Letra original, em inglês, aqui.

Deixe um comentário interessante neste artigo: