Operação Wonka: a missão dos cientistas para salvar o chocolate

UNIDOS PELA FANTÁSTICA FÁBRICA GLOBAL

Letreiro 3D em alto relevo

“Operação Wonka” é como está sendo chamado o esforço conjunto de cientistas da Universidade de Reading, na Inglaterra, para garantir a oferta global de chocolate e um futuro mais doce.

O apelido é inspirado no personagem principal do livro clássico A Fantástica Fábrica de Chocolate, que nas versões cinematográficas foi interpretado pelos atores Gene Wilder e Johnny Depp.

E por que todo esse frisson? É que os cacaueiros não estão mais dando conta do recado. Por alguns motivos: redução da área plantada, calor com falta d’água, pragas e consumo excessivo.

O problema foi agravado com a recente descoberta, pelos chineses, dos prazeres gastronômicos que só o chocolate é capaz de proporcionar. E lá, como aqui, centenas de milhões já se viciaram.

A conta não fecha mais: em 2013, consumimos aproximadamente 70 mil toneladas métricas de cacau além do volume produzido. Em 2020, esse déficit chegará a 2 milhões de toneladas métricas.

Daí, os botânicos ingleses passaram a trabalhar em cima de 400 variedades de cacaueiros, a fim de fornecer ajuda aos produtores de todo o mundo com novos materiais genéticos para a planta.

Como os anões Oompa Loompa da literatura infantil, eles buscam maior variedade de sabores, grande resistência, melhor qualidade e grãos mais produtivos para garantir a oferta no mercado.

* Clique nos links sublinhados para saber detalhes.

Deixe um comentário interessante neste artigo: