O urso polar parece que é branco por uma ilusão de ótica

Urso Polar de Neve

BELA COINCIDÊNCIA

Do blog ECOnsciência

Não dá para garantir que seja verdadeira esta formação de neve num galho de árvore, por algum capricho espontâneo da Natureza, ou ilusão de ótica provocada por hábil manipulação digital. Mas, seja lá o que tenha acontecido, ficou dez!

Aproveitando a curiosidade — e isto pode até ser surpreendente para a maioria –, com certeza mesmo sabemos que o urso polar branco tem a pele negra.

Sim, é verdade! Por baixo da abundante pelagem do gigante branco, se encontra uma pele negra e isto serve para atrair melhor a radiação solar e, assim, aumentar o calor corporal do bicho.

A luz que reflete sobre a pelagem gera uma falsa sensação de brancura. Na realidade, falta cor, é translúcida e parece branca porque dentro de cada bulbo capilar há uma infinidade de minúsculas bolhas de ar com a importante função de isolamento térmico do animal.

Essas bolhinhas de ar atuam como se fossem partículas em suspensão, dispersando a luz incidente. Daí a camuflagem.

No entanto, em determinadas épocas e lugares pode parecer meio amarelada ou parda. Neste caso, a perda de calor corporal se encontra muito reduzida tanto pela pelagem e pela cor da derme como pelo espesso tecido adiposo que se encontra por baixo da pele.

Durante o verão estes ursos emagrecem e seus músculos ficam fortemente vascularizados, a ponto de irradiar o excesso de calor.

E essa é muito boa: em 2004 os ursos polares do zoológico de Singapura ficaram verdes, pois as bolhinhas facilitaram o desenvolvimento de grandes quantidades de algas nos pelos dos animais, algo que jamais ocorreria numa região mais fria.

* * *

Blog ECOnsciência Inovadora


Deixe um comentário simpático neste artigo: