O que fazer com discos de vinil antigos? Relógios de parede!

Disco vinil relógio

A HORA DO RE-VINIL

Do blog NEMO Design

Ninguém precisa de pantógrafos eletrônicos ou equipamentos a laser sofisticadíssimos para produzir relógios de parede com discos de vinil antigos, como os da série Cidades de Pavel Sidorenko, em homenagem a 15 das maiores metrópoles do mundo, incluindo o Rio de janeiro.

Afinal, o cara é o papa neste gênero de trabalho com as bolachas pretas, assim como Paul Villinski é quem manda quando o assunto é borboletas na decoração de ambientes com o mesmo material.

Nós já demos a dica várias vezes: dá para recortar qualquer perfil sobre os discos de vinil, com um ótimo grau de precisão. Para referenciar o trabalho, primeiro é necessário montar um tema circular no computador e depois imprimir as silhuetas em material adesivo a ser aplicado como molde sobre a superfície plástica.

O corte é feito com pequenas brocas, fresas, limas e lixas rotativas, parecidas com a dos dentistas e protéticos, fixadas na ponta de microrretíficas como as que usam os gravadores e joalheiros. Existe uma de excelente qualidade no comércio, chamada Dremel. É importada mas de custo bastante baixo.

No mais, é calma e habilidade para dar a volta ao mundo nas artes do re-vinil, como define o Sidorenko.

Relógio disco antigo vinil

Relógio parede vinil

Vinil disco antigo - relógio

Veja mais imagens do Design Boom

7 comentários em “O que fazer com discos de vinil antigos? Relógios de parede!

Deixe um comentário simpático neste artigo: