O humor indigesto do BananaPost na Matéria Incógnita

Songa Monga em rota de colisão com a Terra

Nos próximos dias pousarei em grande estilo para desembarcar de malas, cuias e cumbucas a fim de tornar esta página ainda mais incógnita do que ela própria se anuncia.

O BananaPost prosseguirá com a sua gloriosa missão de publicar, preferencialmente, os micos e bestialógicos humanos que, se provocam alguma indigestão, ao mesmo tempo também fazem a alegria da autêntica macacada que se espalha por essa rede sem fim.

Como prometem os políticos em campanha, vou continuar defendendo a tese de que a chamada humanidade mal saiu ainda da sua condição simiesca original. E vou provar que ela anda ereta apenas por algum acidente de percurso surgido durante o processo evolucionário.

Para jogar futebol, quem sabe, até porque ficar pulando nas arquibancadas qualquer macaco faz muito melhor, convenhamos, e de maneira mais graciosa e espontânea.

Portanto, a posição óbvia e apropriada — hoje! — para o bicho-homem seria de quatro. Ponto.

Songa Monga do blog BananaPost

Esta convicção se reforça, por exemplo, quando se liga a tevê na Globo para o desprazer noturno de dar de cara com o picadeiro grotesco do Pedro Bial e seu bando de miquinhos amestrados e enjaulados do BBB.

Isto em pleno Século 21, no alvorecer do longo Terceiro Milênio que temos pela frente.

E, pelo visto, as coisas começaram mal.

As evidências de que o homem ainda se encontra distante do desenvolvimento intelectual de que tanto se jacta serão descritas em toda a sua crueza, sem meias-palavras nem lero-lero — sempre na lata, que é o que sei fazer.

Algumas almas mais susceptíveis poderão ficar chocadas, menos talvez pelas imagens e termos empregados do que pelos fatos em si. Antes de mais nada o que desejo é provocar reflexão, esta a palavra-chave.

Mas ninguém precisa ficar preocupado porque não sou capaz de fazer jogo rasteiro, ao contrário de alguns brothers e sisters em seu desespero pela fama e uns trocados no bolso. Se eles se acham no direito de serem ridículos e dignos de pena, então eu me sinto na obrigação de meter fumo e passar o rodo.

Isto servirá para todos os que derem motivos.

Enfim, esta é a apresentação — ainda comportada! — que me pediram para enviar enquanto concluo a transferência dos arquivos antigos para mergulhar nas entranhas desse novo planeta dos macacos.

Sim, é literalmente isso mesmo, pois como dizia o velho lobo Zagallo, a partir de agora vão ter que me engolir… porque eu estou sempre com a macaca!

Abraços,

SONGA MONGA

* * *

Blog BananaPost - o porta-voz da macacada

Deixe um comentário simpático neste artigo: