Nono Planeta é o lendário Nibiru, ligado a extinções em massa?

UM GIGANTESCO CORPO CELESTE GELADO

Descoberto novo planeta

Nibiru, Hercólubus, Planeta X ou simplesmente Chupão são nomes, entre outros, de um lendário e gigantesco corpo celeste que, por sua aproximação de tempos em tempos, seria o responsável pelas extinções em massa encontradas nos registros arqueológicos da Terra.

Não por acaso, o impacto causado pelo anúncio da existência de um “nono planeta” com massa 10 vezes maior que a da Terra e uma órbita 20 vezes mais afastada que a de Netuno, oitavo planeta do Sistema Solar, o mais externo e que gira em torno do Sol à distância média de 4,5 bilhões de km.

Segundo astrônomos do Instituto de Tecnologia da Califórnia, nos EUA, o possível planeta, gelado e oculto pela órbita de Plutão, levaria entre 10 mil e 20 mil anos para completar uma trajetória elíptica ao redor do Sol.

Durante muito tempo Plutão foi considerado oficialmente o nono planeta do Sistema Solar, mas perdeu esse status, passando a planeta-anão em decorrência do seu tamanho reduzido. O “nono planeta” real teria uma massa cinco mil vezes maior que a de Plutão.

Conforme a dupla de cientistas Konstantin Batygin e Mike Brown, os planetas-anões aparentemente são afetados por uma força gravitacional com possível origem num planeta oculto, um “perturbador massivo”, como o “nono planeta”.

A se confirmar a existência de um nono planeta no Sistema Solar, através de observação com telescópios potentes, será o quinto maior, depois de Júpiter, Saturno, Urano e Netuno.

A investigação dos astrônomos, baseada em modelos matemáticos e simulações por computador, foi publicada na conceituada revista Astronomical Journal (veja também o arquivo em PDF) e repercutida por vários sites especializados, como o Universe Today.

Deixe um comentário simpático neste artigo: