Nem BV justifica mais concentração de publicidade na TV Globo

OS ANÚNCIOS TÊM QUE IR PARA A INTERNET

Blogosfera X Rede Globo

É impressionante que a notícia mais importante do ano para a blogosfera, confirmando que a Internet é considerada a principal mídia para 88% dos brasileiros, não tenha recebido qualquer destaque por parte dos blogs de grande visibilidade, exatamente os que mais esperneiam contra a concentração das verbas publicitárias em canais de tevê.

A pesquisa Brasil Conectado – Hábitos de Consumo de Mídia 2013, realizada pela comScore e pelo Interactive Advertising Bureau (IAB Brasil), é um marco no desenvolvimento da web nacional, porque interfere diretamente na principal fonte do poder econômico (e, por extensão, político) das organizações Globo.

Não bastasse, por si só, para explicar uma queda de audiência que não justifica mais que uma única empresa detenha mais de 60% do faturamento de todo o setor publicitário, o usuário brasileiro ainda considera a propaganda em plataformas online menos incômoda que a veiculada na TV (32% contra 18%), mais informativa (50% contra 21%) e, ao mesmo tempo, mais evidente (45% contra 36%).

O resultado mostra a atual tendência do mercado e o impacto que já deveria ter causado há mais tempo nas agências de publicidade. Por enquanto, estas empresas resistem à mudança de estratégia em razão do recebimento do BV. A bonificação por volume ou comissão “por fora”, molha a mão dos publicitários para que mantenham a veiculação dos anúncios de seus clientes nos meios tradicionais e decadentes.

O pagamento deste jabaculê em detrimento do mercado digital costuma intrigar os executivos das agências globais. Gaston Legorburu, diretor de criação global da SapientNitro, maior agência dos EUA em receitas digitais, engrossa o coro dos descontentes com a situação: “o BV impede o progresso do mercado digital no país”, defendendo a imediata mudança dos paradigmas profissionais.

Deixe um comentário simpático neste artigo: