Nas ondas do humor no futebol com o cordel da Copa do Mundo 2014

LEVANDO O FUTEBOL NA MAIOR ESPORTIVA

Cordelista Antonio Barreto

A mais completa resenha esportiva com o “balanço geral da Copa” (uau, tem nome de mesa redonda televisiva) foi escrita em versos ainda sob o impacto da histórica goleada: Alemanha 7 x 1 Brasil.

Estão presentes nas críticas jocosas de Antonio Barreto, todos os ingredientes da tradicional cordelança nordestina, como o humor, a ironia e o sarcasmo, para retratar a dura realidade do nosso futebol.

CORDEL DA COPA 2014 NAS ONDAS DO HUMOR

Autor: Antonio Barreto, natural de Santa Bárbara/BA

A respeito dessa Copa
Já foi tudo comentado
Não podemos contestar
O sucesso alcançado
Mas agora o que importa
É humor pra todo lado!

A torcida foi chamada
Para dar sua opinião
A respeito do Brasil
Treinado por Felipão,
Então veja a voz do povo
Dessa sofrida Nação:

­– Desde a colonização,
Haja turista sortudo!
Estrangeiro quando aporta
Aqui em Porto Seguro
Dá uma sorte danada
E da gente “ganha” tudo!

— Lá na Granja Comary
Só faltou Pedro Bial,
Pois o clima ali dentro
Era exatamente igual
Ao programa BBB
Nas ondas do baixo astral!

— O Bial ali na Granja
Criaria o “paredão”.
Do goleiro ao atacante,
Haja eliminação.
E o primeiro a cair fora
Era mesmo o Felipão!

— Já vi coisa nesse mundo
De apagar o candeeiro,
Inclusive tartaruga
Caminhando bem ligeiro
Mas 3 gols em 6 minutos
Nem a Volks, companheiro!

— O papa Francisco disse:
“Essa taça é da gente,
Tenho fé na Argentina,
Nosso time é valente”.
Respondeu o Papa Bento:
“Sabe nada inocente!”

— No ano 2018
Não teremos dissabores
Porque Dilma vai criar
Pra alegrar os torcedores
Um projeto bem cubano:
Programa Mais Jogadores!

— O governo de São Paulo
Certamente deu bobeira
Não aproveitou as lágrimas
Da torcida brasileira
Pra suprir a falta d’água
Da represa Cantareira!

— Se o time de Scolari
Disputar o Brasileirão
Apanha do Vitorinha
Do Bahia, do Fogão
E briga pra não cair
Pra Segunda Divisão!

— Felipão matou a pau
Fazendo papel de ator:
Comercial de cerveja,
Celular, computador,
Cueca, fralda, calcinha…
Só faltou de vibrador!

— O Neymar foi atendido
Num hospitalzinho do SUS
Por um dr. do Mais Médicos
(Isto eu juro por Jesus)
Que receitou dipirona
E chazinho de mastruz!

— A Seleção Brasileira
É um time de bundão
A começar pelo Hulk
Exibindo o “traseirão”
Tal Valesca Poposuda
Rebolando no salão!

— A dentada do Suárez
Virou moda, um colosso!
Se a amante lhe morder
Não fique em alvoroço
Diga que foi lá no baba
A mordida em seu pescoço!

— Coitada da psicóloga
Da Seleção Brasileira
Que estimulou a equipe
Mais amor na sua chuteira
Porém não orientou
O uso da mamadeira!

— Goleada como essa
7 gols à luz do dia
Só pra time grandioso
Que a todos contagia
A exemplo do Brasil
E também do meu Bahia!

— Para o torcedor esperto
Nunca falta gaiatice,
Com a derrota da Argentina
Um baiano logo disse:
Parece até meu Vitória
Pra ter sina de ser VICE!

— O maior vexame nosso
Não foi essa Copa não.
O vexame verdadeiro
Da história da Nação
A gente nunca esquece
Porque foi a escravidão!

— O lepo-lepo alemão
Lá dentro do Mineiraço
Evitou nossa final
Dentro do Maracanaço
Por causa do mal esquema
Do teimoso Felipaço.

— Lembro do vizinho Pablo
Um hermano bem ordeiro
Que na base do humor
Foi taxativo e certeiro:
Nosso papa é argentino
E o ADEUS é brasileiro!

— O Fred dentro de campo
Parecia um desvalido.
Do início até o fim
O tempo todo perdido
Fez apenas um golzinho
Assim mesmo impedido!

— Coitadinha da Argentina
Que nadou cheia de gana
Parecendo até mesmo
O Satã chupando cana.
Mas por fim morreu na praia:
Praia de Copacabana!

— O Zuñiga da Colômbia
Não precisa se culpar
Pois a falta violenta
Aplicada no Neymar
Evitou a decepção
Que o craque iria passar.

— Nos 7 a 1 da Alemanha,
Vá pra puta que pariu!
Só teve um momento bom
Que o brasileiro viu:
Justo no segundo tempo
Quando Fred então saiu!

— Quem já perdeu a saúde,
A vergonha, a moral,
O bom senso, a inspiração,
A ética, o “escambal”,
Perder a Copa do Mundo
Eu acho que não faz mal!

— Na Palestina, Israel
Nunca deixa de lambança…
Esqueceram o futebol
Para promover matança
Cujo alvo dessa vez
Não foi bola: foi criança.

— Os donos da CBF
Verdadeiros “sabichões”
Não querem sair dos 7
Prosseguem nas maldições
Porque Dunga é o nome
De um daqueles 7 anões!

— Maradona lá no Rio
Só cheirando o seu rapé
Sonhando ser mais que Deus
E melhor do que Pelé
Vendo os alemães dizendo:
Em vocês eu dou olé!

— Sabemos que é o galo
Que treina dentro da rinha.
Quem treina lá no chiqueiro
Deve ser uma porquinha.
E quem treina numa “Granja”?
Certamente é a galinha!

— No jogo contra a Argentina
A Holanda vacilou
Pois o goleiro ideal
O Van Gaal não colocou:
Não botou o Krull na reta
E a Argentina ganhou!

— Ao Hobben, meus parabéns,
O melhor do Mundial
Deu aula de futebol
Num bonito e alto astral
Mas a FIFA foi injusta
Vendo em Messi o maioral.

— Muito cuidado, eleitor
Com os abutres de plantão
Querendo tirar proveito
Da sofrida seleção…
Até Romário quer ser
Um Senador da Nação!

— Nem Luciano do Valle
Nem Osmar de Oliveira
Aqui ficaram para ver
A seleção pipoqueira
Que causou tanta vergonha
À torcida brasileira.

Pra quem leu este cordel
Anote no seu caderno
O que disse o Felipão
Nosso treinador fraterno:
“Se você gostou, gostou,
Não gostou: vá pro inferno!!!”

FIM

Salvador, 10 de julho de 2014


Deixe um comentário interessante neste artigo: