Não é pareidolia. Esse carro tem mesmo a cara de um tubarão

O INCRÍVEL ‘EL TIBURON SHARK ROADSTER’


A indústria automotiva sempre se valeu, por tradição, da pareidolia para transmitir a ideia de potência e ferocidade em seus lançamentos, em especial os diferenciados modelos super-esportivos.

Hoje, o recurso foi banalizado, tornou-se comum, e quase todo plastimóvel um-ponto-qualquer-coisa, de uns anos para cá, apresenta feições parecidas. Aliás, todos têm a mesma cara… e cores!

El Tiburon Shark Roadster

Para reforçar essa tendência, alguns chegam a envelopar com adesivos dentuços máquinas como uma Ferrari 458 Spider, rebatizada de Golden Shark, como a que se vê logo abaixo. Precisava?

Enfim, mas em tempos mais românticos, há pouco mais de meio século, outros tinham ideias geniais e chegavam a criar em suas garagens automóveis totalmente inspirados em formas animais.

Carro customizado como tubarão

O designer industrial norte-americano Henry Covington, por exemplo, baseou-se na aero ou aquadinâmica do tubarão para desenvolver um carro diferente de tudo o já que se viu até hoje.

O primeiro El Tiburon Shark Roadster saiu com teto e depois vieram as versões conversíveis. O bicho de fibra foi extinto rapidamente, mas alguns sobreviventes jurássicos ainda encantam.

Automóvel estranho

Carro parecido com tubarão

Carro esportivo de fibra

Carro com design de tubarão

Clique nas imagens para ampliar e nos links sublinhados para saber mais.

Um comentário em “Não é pareidolia. Esse carro tem mesmo a cara de um tubarão

  • 17 de julho de 2015 em 10:18
    Permalink

    Pelo que sei, a biomimética – a arte de imitar o design funcional da natureza – vai chegar com força a partir de agora; nada de perder tempo estudando e criando inventos para performances perfeitas, já que podem ser simplesmente copiadas dos sucessos da natureza. Afinal, milhões de anos de evolução nos mostram o melhor caminho a seguir para se vencer obstáculos.

    Resposta

Deixe um comentário simpático neste artigo: