Naegleria fowleri: a ameba zumbi comedora de cérebros

A VISÃO DOS NOSSOS PIORES PESADELOS

Parasita Naegleria fowleri

Se a visão microscópica já é assustadora, o que a Naegleria fowleri faz também é capaz de arrepiar tanto quanto o mais sinistro episódio do seriado The Walking Dead.

A estrutura externa da “ameba invasora de cérebros” lembra a face de um fantasma, um palhaço dos filmes de terror ou uma máscara usada em festas de Dias das Bruxas.

Este microrganismo, que adora parasitar corpos quentes, já infectou 128 pessoas desde o ano de 1962. Deste total, apenas uma única pessoa conseguiu sobreviver.

Ela costuma se desenvolver em lagos setentrionais de água doce dos EUA (Kansas, Indiana, Minnesota etc), quando pode entrar pelo nariz dos mergulhadores.

Dali penetra no cérebro, chegando a descer pelo restante do organismo através do líquido espinhal. A vítima morre de um tipo raro de meningite em até uma semana.

Para prevenir riscos de infecção nesta época de calor no hemisfério Norte, os epidemiologistas recomendam o uso de tampões nas narinas e nunca submergir a cabeça.

Pesquisa realizada no ano passado mostrou que 50% dos lagos analisados nos EUA estão contaminados pelo protozoário. Não há informes da sua presença no Brasil.

Deixe um comentário simpático neste artigo: