Mulheres também já assumiram o comando da pirataria na internet

ATÉ NOS DOWNLOADS, TÁ TUDO DOMINADO

Pirataria feminina

Era questão de tempo: as mulheres agora são maioria em relação ao número de relatos de internautas que admitem fazer downloads ilegais pela internet, a chamada pirataria digital.

O resultado é de uma pesquisa feita pela consultoria R18, que analisou os posts públicos de internautas no período de 10 a 26 de março deste ano, no Twitter e no Facebook.

A empresa calculou que 60% dos 61.533 posts feitos por 49.823 usuários são de mulheres. A maioria das ocorrências (96%) veio do Twitter, e 55% são usuárias de desktops.

A maior parte dos comentários de internautas veio de São Paulo, com 28%, seguido pelos estados do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Santa Catarina e Paraná.

O pico dentro do período avaliado ocorreu no dia 23 de março, com 4.165 ocorrências. As músicas lideram os downloads ilegais, com 11% das afirmações dos próprios usuários.

Ainda de acordo com a pesquisa, a cantora colombiana Shakira lidera a pirataria, com 4.807 citações no Twitter e Facebook. Até na tecnologia, já está tudo dominado por elas.

Mulheres Piratas

Mulheres Piratas

Mulheres Piratas

Clique nas imagens para ampliar, especialmente na primeira para baixar um calendário pirata.

Deixe um comentário interessante neste artigo: