Mula-robô carrega no lombo equipamento militar para soldados

CIBERLOMBO

O Chefe de Redação

Depois de criar um ciberfelino capaz de correr nos calcanhares do velocista Usain Bolt, agora o Pentágono revela a sua nova “mula robô”, que terá capacidade para carregar até 180 quilos no lombo, facilitando assim o transporte de material militar pelas tropas dos EUA.

Neste vídeo você os testes da Agência de Investigação de Projetos Avançados de Defesa com um protótipo autônomo de quatro patas que, atualmente, já consegue suportar até 45 quilos em suas caminhadas pelos mais variados terrenos.

Cavalo Robótico

Mas a DARPA espera duplicar esta carga, para poder marchar por até 32 km e servir de fonte auxiliar de energia para recarregar as baterias de rádios e dispositivos eletrônicos durante as patrulhas.

“Trata-se de resolver um problema militar real: o transporte da grande quantidade de equipamento que os soldados têm de carregar os nossos no Afeganistão”, explicou o tenente-coronel Joseph Hitt, diretor de programas do departamento de tática tecnológica da DARPA.

Hitt explicou que o peso do equipamento militar tem aumentado, provocando fadiga, problemas físicos e, algumas vezes, rupturas do tecido muscular e outras complicações que podem afetar o desempenho das funções dos invasores.

Por isso, reduzir o peso do material transformou-se numa prioridade para a DARPA, que começou este projeto em 2009, com um orçamento de 54 milhões de dólares e que, atualmente, está em testes.

O robô LS3 tem de ser testado em diferentes tipos de terrenos, como o que se pode encontrar em combate – de terra, areia, florestas – e em diferentes condições climáticas, incluindo chuva e neve.

Ciber Mula

Os cientistas da DARPA, que também trabalham no desenvolvimento de funções como a resposta por voz, esperam que as primeiras “mulas robóticas” estejam ao serviço dos militares no prazo de dois anos.

“Temos de assegurar que o robô é inteligente como um animal treinado”, afirmou Hitt. Para o militar, a interação entre quem dá as ordens e o robô “deve ser intuitiva e natural”.

É, como na época do Bush, mesmo com Obama tá tudo dominado pela mentalidade dos milicos.

No que depender do Departamento de Defesa dos EUA, nossos dias pela frente poderão ser tão tenebrosos quanto as cenas iniciais do filme O Exterminador do Futuro, com seres humanos no papel de guerrilheiros tentando escapar de máquinas mortíferas.

Com Jornal de Notícias

* * *

O Chefe de Redação

Deixe um comentário simpático neste artigo: