Morre o jornalista Ivan Lessa, um dos fundadores do jornal O Pasquim

Ratinho Sig Pasquim

UM DOS PAIS DO RATINHO SIG

O Chefe de Redação

Morreu Ivan Lessa, fundador e um dos principais colaboradores do jornal O Pasquim, durante a resistência à ditadura militar brasileira.

Criou, junto com o cartunista e amigo Jaguar, o ratinho Sig — inspirado no psicanalista Sigmund Freud –, baseado na anedota Deus criou o Sexo, Freud criou a Sacanagem. O ratinho se tornou símbolo de O Pasquim.

O jornalista, cronista e escritor de 77 anos, vivia em Londres. O motivo da morte ainda não foi divulgado, mas Lessa sofria de enfisema pulmonar e tinha problemas respiratórios graves.

Sua mulher, Elizabeth, ao chegar à noite em casa, encontrou Ivan Lessa morto em seu escritório. Ele tinha dificuldades para sair de casa e havia montado uma estrutura para não precisar ser hospitalizado, já que não queria ser internado no hospital.

Ivan era filho do também escritor Orígenes Lessa. Tinha três livros publicados: “Garotos da Fuzarca” (1986), “Ivan Vê o Mundo – Crônicas de Londres” (1999) e “O Luar e a Rainha” (2005).

Foi fundador e um dos principais colaboradores do jornal “O Pasquim”, junto de Sérgio Cabral, Paulo Francis, Tarso de Castro e Millôr Fernandes.

Ele também trabalhou na TV Globo e foi colaborador de diversas publicações brasileiras, entre elas as revistas “Senhor”, “Veja” e “Playboy”, e os jornais “Folha de S.Paulo”, “O Estado de S.Paulo” e o “Jornal do Brasil”.

Ivan era colaborador da BBC Brasil desde janeiro de 1978, quando deixou o Brasil para morar na capital britânica.

Fonte

Deixe um comentário simpático neste artigo: