Moda praia: pulseira de cavalo marinho, símbolo de poder e luz

Fábrica de bijuterias em Petrópolis - Rio de Janeiro

JOIA PARA BRILHAR EM COLEÇÃO PRIMAVERA-VERÃO

O cavalo marinho, na mitologia e diversas culturas, sempre esteve associado à ideia de poder e iluminação. Seu corpo, salgado ao sol, era usado pelos marinheiros como um amuleto.

Os antigos fenícios e greco-romanos consideravam o cavalo marinho (hipocampo) uma representação do deus do mar Netuno/Poseidon e, como tal, um símbolo de força e poder.

Na Antiguidade, acreditava-se que a criatura transportava as almas dos marinheiros mortos para o submundo – dando-lhes uma passagem segura e proteção até o seu destino no além.

Para os povos litorâneos orientais, os cavalos marinhos eram um tipo de dragão do mar, e, como tal, foram reverenciados por sua potência e pensados para ser símbolos de boa sorte.

Fábrica de bijuterias em Petrópolis - Rio de Janeiro

Pelas tradições esotéricas, alguns significados do cavalo marinho são a paciência, simpatia, proteção, inflexibilidade, perspectiva, generosidade, compartilhamento e alta percepção.

Também conhecido como colibri do mar, seu corpo é voltado para o movimento – e não para a velocidade – devido à importância da “dança do namoro” que executa antes do acasalamento.

Por fim, o pequenino animal com seu característico exoesqueleto simboliza a vida, o poder e a bravura do mar e, no ambiente marítimo, representa a força dos cavalos terrestres reais.

Tudo isso somado, o cavalo marinho continua em moda, agora na forma de modernos acessórios integrando coleções de Primavera-Verão para uso, especialmente, na praia e orla marítima.

Deixe um comentário interessante neste artigo: