Mistérios sobre a origem da interjeição ‘Ué’ e da expressão ‘Uai’

Cartum - Tarzan e Jane Uai

UAI É UAI, UAI!

Do blog BananaPost

Na falta de coisa mais produtiva para fazer, uma das batalhas mais inglórias que podem existir é tentar descobrir a etimologia da interjeição — que indica espanto, surpresa, dúvida etc. Por exemplo, quando alguém que deveria chegar às 10:00h aparece às 8:00h, a gente logo diz: Ué, já chegou?

Mesmo que a palavra eventualmente possa ser vista em alguns escritos antigos da poesia lusitana na forma interrogativa — Ué? —, significando Onde está?, o mais correto é considerar como desconhecida a origem da expressão tão utilizada em todas as regiões do país.

Quer dizer, em todas elas menos num estado: Minas Gerais, onde prevalece o uso de uma palavra aparentada, com sentido próximo — o famoso Uai.

Suposições quanto à origem também há, às pencas, para a incorporação da interjeição mineira ao vocabulário regional. Uma das mais fantasiosas garante que Uai tem origem na palavra Why, utilizada pelos ingleses da mina de Morro Velho, em Nova Lima, e mal compreendida pelos locais.

Apesar disso, tive a oportunidade de comprovar uma situação parecida num diálogo com um amigo americano num bar, durante viagem pelo interior da Zona da Mata mineira. O único som que os presentes julgavam compreender eram as seguidas perguntas Why isso e Why aquilo outro proferidas pelo curioso gringo. Era uma diversão!

Agora, saiu publicado no Luis Nassif um curioso recorte de jornal pondo mais lenha na fogueira.

Como surgiu a interjeição UAI

Enfim, teorias conspiratórias à parte, a explicação definitiva para o mistério vem dos próprios mineiros:

— Uai é uai, uai!

Deixe um comentário interessante neste artigo: