Mineirim roceiro azara loura boazuda em bar da capital

Piada - Mineirim e a loura no bar

ESSE É DOS BÃO

Do blog BananaPost

O mineirim sai do vale do São Francisco e vai para a capital faturar algum com a venda de umas cabeças de gado.

Tão logo chega, parte direto para um barzinho da moda, que ninguém é de ferro. Senta numa mesa discreta no fundo e passa a observar calmamente as gatas que chegam.

Eis que, de repente, surge uma louraça espetacular, verdadeiro avião, que depois de taxiar na pista pousa a apenas cinco mesas de distância.

Maravilhado, sem titubear o mineirim escreve um bilhete num pedaço de papel, pede uma garrafa do mais sofisticado vinho da casa e ordena ao garçom que sirva à loura juntamente com o bilhete.

Surpresa, a loura desdobra o papel com os seguintes dizeres:

“Moça,
Sô homi bão, trabaiadô e queria levá ocê pra passeá cumigo.
Vô ti dá muitos presente.
Sô da roça, mas tenhu bom gosto.
Aceita essa garrafa de vinho. É du bão. O mió da casa”.

A loura olha para o mineirim com ar de desdém e escreve no mesmo pedaço de papel:

“Para ficar com uma pessoa como você, só se tivesse uma Ranger na garagem, 500 cabeças de gado e pelo menos 25 cm dentro da calça.”

O mineirim recebe o bilhete e responde, chateado:

“Moça,
Possu até vendê minha Mitissubish L200 e minha Haylux e ficá só com a Ranger.
Possu tamém até vendê baratim 14.500 boi dos 15.000 que eu tenho e só ficá cum 500 cabeça.
Mas mesmo tendo gostado muito di ocê, devolve minha garrafa de vinho pois num corto 5 cm du meu bilau, nem a pau!”

* * *

Blog BananaPost - o porta-voz da macacada

Deixe um comentário interessante neste artigo: