Marido processa vizinho ‘contratado’ para engravidar a esposa

Bar de cornos

Do blog Bananapost

É até difícil imaginar que uma estória cabulosa dessas pudesse acontecer, mas os dois caras abaixo seriam titulares de cadeiras cativas no boteco Confraria dos Chifrudos, localizado no mercado público da Madalena, um dos mais frequentados de Recife, capital de Pernambuco.

Ao fim e ao cabo, depois de ler esse babado você ainda terá o raro privilégio de escolher a melhor alternativa caso tivesse sido um dos grandes protagonistas de tamanha bizarrice.

HOMEM FALHA AO TENTAR ENGRAVIDAR MULHER DO BOM VIZINHO

Um homem que vive em Stuttgart, na Alemanha, acabou processado por não conseguir engravidar a mulher do vizinho, depois de ser contratado pela bagatela de 2 mil euros (cerca de R$ 5,7 mil) para executar o extenuante serviço.

Em resumo, foi assim: Demetrius Soupolos e a mulher, Traute, queriam ter uma criança, mas descobriram que ele era estéril e, assim, nunca poderiam ter filhos.

Por isso, decidiram contratar Frank Maus, na esperança que o homem — casado e já com dois herdeiros — pudesse engravidar Traute. Pelo menos a informação foi divulgada pela conceituada publicação alemã “Bild” (na realidade isso teria acontecido em 2009).

Bem, mas depois de seis meses seguidos de tentativas infrutíferas – com uma média de TRÊS TRANSAS por semana, quase dia sim, dia não – e nenhuma gravidez à vista, o desconsolado Soupolos insistiu para que o dedicado e bom Maus passasse por exames médicos.

Só que os testes mostraram que o vizinho, como ele, também era estéril.

Por isso, a própria mulher do garanhão fajuto, o Maus, foi obrigada a admitir que as duas crianças não eram dele. Ou seja, ela também era adepta daquele velho esporte conhecido como pulo da cerca à distância.

Enfim, diante de uma situação parecida, decida você mesmo o que seria melhor fazer:

1) Cobrar na justiça indenização do cara que almoçou e jantou a sua mulher por seis meses.
2) Contratar um novo garanhão para passar o cerol na sua mulher por mais seis meses.
3) Descobrir que você é estéril enquanto tenta engravidar a mulher do vizinho, recebendo pra isso.
4) Descobrir que os dois filhos que você tem não são seus.
5) Cornear o vizinho e descobrir que também já foi corno, no mínimo duas vezes.
6) Ser denunciado no PROCON pela má qualidade do serviço prestado.
7) Ter que devolver o dinheiro e assumir a cornitude.
8) Todas as anteriores.

* Remix de email que eu tive a curiosidade de checar na rede. E não é que o caso aconteceu mesmo?

* * *

Blog BananaPost - o porta-voz da macacada

Deixe um comentário simpático neste artigo: