Maior velocidade da banda larga acelera crescimento econômico

Aumento da velocidade da banda larga

IMPACTO POSITIVO NO PIB

A duplicação da oferta e da velocidade da banda larga é capaz de aumentar em pelo menos 0,3 por cento o Produto Interno Bruto (PIB) de uma economia. Ou seja, a maior disponibilidade da broadband tem o poder de estimular o crescimento econômico, através da eficiência para a sociedade, empresas e consumidores.

Um estudo conjunto da Ericsson, da consultoria Arthur D. Little e da Universidade de Tecnologia de Chalmers teve como universo 33 países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), no qual estão incluídos Portugal, Alemanha, Grécia, Espanha, Reino Unido, Irlanda e Estados Unidos entre outros.

Este crescimento resulta da combinação de efeitos diretos, indiretos e induzidos. Especificamente, os efeitos diretos e indiretos fornecem um estímulo de curto e médio prazos na economia. Por sua vez, o efeito induzido, que inclui a criação de novos serviços e negócios, é a dimensão mais sustentável e pode representar quase um terço do crescimento do PIB mencionado.

“Este crescimento de 0,3 por cento no PIB dos países da OCDE é equivalente a 126 bilhões de dólares, o que corresponde a mais de 1/7 da taxa média de crescimento anual da OCDE na última década”, destaca o relatório.

O estudo mostra também que as duplicações adicionais da velocidade podem gerar um crescimento superior a 0,3 por cento (por exemplo, quadruplicar a velocidade é igual a 0,6 por cento de estímulo de crescimento do PIB).

Em 2010, a Ericsson e a consultora Arthur D. Little concluíram que para cada 10 pontos percentuais de aumento da penetração da banda larga, o PIB aumenta 1 por cento.

Notícia completa no InforSalvador

Deixe um comentário interessante neste artigo: