Lambda Centauri: uma ‘galinha fugitiva’ vermelha brilha no céu


Constelação da Galinha Fugitiva

CADA UM ENXERGA O QUE QUER

Do blog BananaPost

Uma das peças mais divertidas que o cérebro costuma pregar é com associações mentais de formas abstratas com fisionomias de pessoas ou caras de animais. Às vezes basta fixar o olhar num ponto de um piso de cerâmica. E quem já não se flagrou tentando encontrar um rosto numa nuvem passageira?

Esses mecanismos neurológicos são tão complexos que há até quem consiga identificar características humanas em automóveis (veja infográfico abaixo). E, em casos mais extremos de criatividade, até enxergar no infinito uma Galinha Fugitiva formada por zilhões de estrelas e poeira cósmica.

Foi o que garantiu, na semana que passou, a notoriedade de uma nebulosa da constelação Centauro, cuja parte brilhante lembraria a forma de um pássaro. Com o nome oficial de IC 2944 ou Lambda Centauri, ela está a cerca de 6500 anos-luz de distância da Terra e pôde ser observada pelo telescópio MPG/ESO.

O tom vermelhado da longínqua galinha cósmica tem uma explicação. As estrelas quentes recém-nascidas, que se formaram a partir de nuvens de hidrogênio gasoso, brilham intensamente. Esta radiação excita, por sua vez, a nuvem de hidrogênio à sua volta, fazendo com que nuvem brilhe em tons rubros.

Enxergando caras em carros
Fonte

* * *

Blog BananaPost - o porta-voz da macacada


Deixe um comentário simpático neste artigo: