Jornalista não se acha, tem certeza de que é o próprio Deus


Profissão Jornalista

A AUTOCRÍTICA

O Chefe de Redação

Em todas as profissões existe aquele tipo insuportável e prepotente que SE ACHA um verdadeiro deus; jornalista não, ele tem CERTEZA desta sua condição divina.

Mas, afinal, quem é esse sujeito que nos últimos tempos alcançou tamanho status e poder — pelo menos na velha mídia — a ponto de cometer assassinatos de reputação, julgar e condenar sem provas, derrubar ministros com denúncias infundadas e até deixar acuados governos democraticamente eleitos?

Veja como pensa e se comporta o profissional onipotente que faz qualquer político ou autoridade — sem exceção — tremer nas bases com a simples chantagem da manchete mais escandalosa. Por ser do ramo, me diverti bastante com a autocrítica, pra lá de verdadeira:

Jornalista não fala – informa;
Jornalista não vai à festas – faz cobertura;
Jornalista não acha – tem opinião;
Jornalista não fofoca – transmite informações inúteis;
Jornalista não para – dá pausa;
Jornalista não mente – equivoca-se;
Jornalista não chora – se emociona;
Jornalista não some – trabalha em off;
Jornalista não lê – busca informação;
Jornalista não traz novidade – dá furo de reportagem;
Jornalista não tem problema – tem situação;
Jornalista não tem amigos – tem contatos;
Jornalista não briga – debate;
Jornalista não usa carro – mas sim veículo;
Jornalista não passeia – viaja a trabalho;
Jornalista não conversa – entrevista;
Jornalista não faz lanche – almoça em horário incomum;
Jornalista não é chato – é crítico;
Jornalista não tem olheiras – tem marcas de guerra;
Jornalista não se confunde – perde a pauta;
Jornalista não esquece de assinar – é anônimo;
Jornalista não se acha – ele já é reconhecido;
Jornalista não influencia – forma opinião;
Jornalista não conta história – reconstrói;
Jornalista não omite fatos – edita-os;
Jornalista não pensa em trabalho – vive o trabalho;
Jornalista não é esquecido – é eternizado pela crítica;
Jornalista não morre – coloca um ponto final.

Por Emanuelle Querino, visto no blog da Jéssica Danne

* * *

O Chefe de Redação


Deixe um comentário simpático neste artigo: