Jornal condenado por publicar receita explosiva de churros

Receita explosiva de churros

IDEIA DE JERICO

Do blog BananaPost

Normalmente, o churro — alimento à base de farinha de trigo, muito popular nos países de língua espanhola — é uma “bomba”, de baixo valor nutritivo e encharcado em gordura.

Não bastasse detonar o organismo pelo seu alto teor de colesterol, imagine explodindo literalmente na cara das pessoas durante a sua fritura em óleo fervente.

Foi uma proeza assim que conseguiu o editor de culinária do influente jornal chileno La Tercera ao publicar de forma incorreta a receita da guloseima.

O problema é que o preparo do tradicional doce acarretou em vários casos de explosão dos churros nas frigideiras. 13 leitores acabaram sofrendo queimaduras no rosto e outras partes do corpo.

A Suprema Corte do Chile chegou à conclusão de que qualquer um que seguisse à risca o modo de preparo de churros publicado no jornal acabaria inevitavelmente se ferindo.

Por isso, o jornal terá de arcar com indenizações equivalentes a um total de R$ 303 mil. As compensações vão desde valores menores, como R$ 518 até R$ 48 mil, concedida a uma mulher cujas queimaduras foram graves.

EXPLOSÕES VIOLENTAS

A decisão da Suprema Corte se deu sete anos após leitores terem se queimado no rosto, nos braços e no corpo, ao tentar realizar a receita.

O tribunal deliberou que a temperatura do óleo indicada na receita era elevada demais, tornando mais do que provável a ocorrência de uma explosão quando a massa fosse colocada para fritar.

“As explosões foram tão violentas que em alguns casos, os respingos atingiram o teto e cobriram a pessoa que estava cozinhando”, afirmou a corte.

A companhia que é dona do jornal La Tercera afirmou que irá acatar a decisão judicial.

Fonte

Deixe um comentário simpático neste artigo: