Joia ‘anjo da guarda’ emite SOS quando mulher está em perigo

ACESSÓRIO PEDE SOCORRO PELO CELULAR

Sinais de socorro por celular

Uma joia tecnológica chamada Anjo da Guarda, que pode ser usada como pulseira ou colar, ajuda a combater o assédio sexual e proteger mulheres que, porventura, se encontrem em situações de perigo.

Dentro do elegante pingente de prata fica embutido um dispositivo eletrônico, acionável por um discreto botão, que alerta os contatos da possível vítima através de um aplicativo instalado no telefone celular.

Se a mulher estiver em um bar ou escritório, por exemplo, um simples toque ativa uma chamada para o próprio aparelho da usuária, permitindo-lhe uma desculpa providencial para se afastar do agressor.

Caso o risco seja mais efetivo, segurar o botão por três segundos dispara um SOS por mensagem de texto para um número memorizado, como dos pais, marido ou um amigo, para notificá-los do perigo.

O SMS ainda oferece coordenadas GPS e um link do Google Maps para a sua exata localização.

Sinais de socorro por celular

Combinando tecnologia com estilo, o gadget é uma ideia da agência de publicidade JWT Cingapura, em parceria com a ONG Associação de Mulheres de Ação e Pesquisa (AWARE).

A entidade trabalha para promover a igualdade de gênero, incluindo a prestação de serviços de aconselhamento para as mulheres.

“A AWARE acredita nos direitos das mulheres de participar em espaços sociais e públicos, livres de todo tipo de assédio e da violência “, diz Corinna Lim, coordenadora do Marketing Interativo.

Embora o Anjo da Guarda tenha sido projetado na Ásia, ele funciona perfeitamente bem em qualquer lugar do mundo. Custa o equivalente a pouco menos de 280 reais e pode ser comprado aqui.

Sinais de socorro por celular

Clique nas imagens para ampliar

2 comentários em “Joia ‘anjo da guarda’ emite SOS quando mulher está em perigo

  • 23 de novembro de 2015 em 10:48
    Permalink

    Boa tarde,

    Gostaria de saber como posso comprar esta joia online.

    Desde já agradeço a vossa atenção

    AP

    Resposta

Deixe um comentário simpático neste artigo: