Jardim da Fantasia ou Bem-Te-Vi, de Paulinho Pedra Azul


Do blog A Cachaça da Happy Hour (em 24/04/2010)

JARDIM DA FANTASIA (ou Bem-Te-Vi)

Autor e intérprete: Paulinho Pedra Azul

Passarinho

Bem-te-vi, bem-te-vi
Andar por um jardim em flor
Chamando os bichos de amor
Tua boca pingava mel…

Bem te quis, bem te quis
E ainda quero muito mais
Maior que a imensidão da paz
Bem maior que o sol.

Onde estás?
Voei por este céu azul
Andei estradas do além
Onde estará meu bem?

Onde estás?
Nas nuvens ou na insensatez
Me beije só mais uma vez
Depois volte pra lá.

(Bis)

* Clicando na imagem abrirá uma nova página com um enorme e lindo wallpaper

* * *

Blog da Nívia de Oliveira Castro

4 comentários em “Jardim da Fantasia ou Bem-Te-Vi, de Paulinho Pedra Azul

  • 5 de maio de 2010 em 04:28
    Permalink

    Sr. Nonato Assumpcao, concordo c/ o vosso comentario. Mas, que pena, acho tu nao conheces Saulo Laranjeira. Para mim, um baita showman.
    Assistir a um show do mesmo, eh fantástico.

    Resposta
  • 25 de abril de 2010 em 15:19
    Permalink

    Paulinho Pedra Azul é considerado por muitos o segundo cantor mais conhecido de Minas Gerais, superado apenas por Milton Nascimento. É que ele não teve mídia, o que significa nenhum jabá para transformá-lo em celebridade.
    Tem gente que não sabe disso, mas é que ele, parece, só viu o primeiro disco ser lançado por uma grande gravadora. Todos os demais (e são mais de 20) sairam no circuito independente. Imagina o esforço para tocar a carreira.
    No eixo Rio-São Paulo ainda se fala muito de Venturini, Beto Guedes, Lô Borges e outros ótimos artistas que marcaram época. Mas em termos do Brasil todo, Paulinho Pedra Azul é o cara… e a cara de Minas! Com todos os méritos.

    Resposta
  • 24 de abril de 2010 em 19:19
    Permalink

    Belo arranjo, harmonia perfeita… Muito lindo, suave e bom de ouvir em um fim de tarde….

    Resposta da Nívia: E como, Thelma! Tem uma nítida influência daquelas harmonizações do pessoal do Clube da Esquina, como bem lembrou o Villas. Uma delicadeza só.

    Resposta
  • 24 de abril de 2010 em 16:28
    Permalink

    Típico arranjo musical que sopra das montanhas de Minas. Harmonia entre teclados, flautas, cordas e percussão inconfundíveis. Que estes bons ventos tragam novos acordes e continuem a inspirar a autora do blog.

    Resposta

Deixe um comentário interessante neste artigo: