Insetos como fonte de proteínas, no lugar de leite e carne

Pratos exóticos com insetos

ALIMENTAÇÃO SUSTENTÁVEL

Do blog BananaPost

Ninguém venha com a história de que nunca enfiou alguma coisa de aparência esquisita na boca para saber que gosto tinha porque, essa, não cola. A gente sabe muito bem até onde chega a insaciável “curiosidade” humana.

Ou que quando era criança não revolveu a terra para comer minhocas. E nem que, secretamente, não anda planejando um tour gastronômico à Tailândia ou à China para provar umas iguarias exóticas e peçonhentas, de preferência.

Então, nada de cara de nojo com esta informação: uma pesquisa publicada no PLOS One Journal defende que, em vez de tomar leite e comer carne, os humanos deveriam se alimentar de insetos. Não como as crianças, mas como passarinhos e tamanduás.

A proposta, segundo os autores do estudo (que não são orientais), é encontrar soluções tão nutritivas quanto às atuais, mas que também sejam ecologicamente sustentáveis.

Pratos exóticos em insetos

O estudo revelou que manter uma fazenda para a produção de leite, carne de porco, carne de frango ou carne de boi aumenta consideravelmente as emissões de poluentes, contribuindo para o aquecimento global.

Caso fossem mantidas fazendas de insetos altamente proteicos, o gasto de energia seria menor e também não haveria prejuízos para a alimentação humana.

Outro impacto positivo que o consumo de insetos poderia provocar é o fato de que seriam necessárias áreas menores para o cultivo, diminuindo o desmatamento e ampliando a quantidade de produção de alimento por metro quadrado.

E aí, você toparia trocar o tradicional franguinho frito por uma nova farofa de larvas com besouros?

Com TecMundo

* * *

Blog BananaPost - o porta-voz da macacada

Deixe um comentário interessante neste artigo: