Imprensa não esconde preferência na guerra entre Google e Facebook

Google x Facebook

VELHA MÍDIA TEM LADO NESTE DUELO

O Chefe de Redação

Existe um duelo de gigantes cada vez mais violento acontecendo na Internet. E como toda guerra ela não tem nada de limpa, só golpes baixos. Neste roteiro não há espaço para mocinhos — vilões e trapaceiros estrelam os papéis principais, ninguém se iluda. É da natureza do capitalismo selvagem.

Atraídos pelos bilhões em jogo nesta disputa, os veículos da chamada grande (e velha) mídia começam a mostrar de que lado estão. É isto que o internauta deve ter sempre em mente quando se deparar com as notícias oriundas do campo de batalha — que não é videogame, é luta do mundo real.

Afinal, como acontece em todas as guerras, a verdade é sempre a primeira vítima a tombar.

É A GRANA, ESTÚPIDO!

Deu na Folha: Facebook contratou a empresa de relações públicas para plantar notícias negativas sobre o Google.

Em matéria no site The Daily Beast, o jornalista Dan Lyons conta que, nos últimos dias, havia um mistério rondando a região do Vale do Silício, na Califórnia, onde se localizam várias empresas de tecnologia.

A Burson-Marsteller, multinacional de relações públicas, teria sido contratada para plantar no noticiário matérias negativas sobre o Google, tendo como mote acusações de invasão de privacidade por parte da gigante de buscas.

E quem seria o cliente da Burson? “Enquanto os dedos apontavam para a Apple e a Microsoft, o Daily Beast descobriu que é uma empresa que ninguém suspeitava –o Facebook”, diz o texto de Lyons.

“Confrontado com evidências”, um porta-voz do Facebook confirmou a contratação da Burson e citou duas razões: 1) o Facebook acredita que o Google está fazendo algumas coisas em redes sociais que causam preocupações de privacidade; 2) “e talvez mais importante”, a empresa ressente as tentativas do Google de usar dados do Facebook em seu próprio serviço de rede social. (… continua)

– – –

Saiu no Globo: Google está apostando pesado no Orkut. Com o objetivo de fazer frente ao rival Facebook, a empresa quer transformar sua rede social em um canal mais eficaz de interação entre as milhares de comunidades.

Para isso, a gigante da internet está levando o conceito de transmissão de conteúdo ao vivo e ainda acabou de criar páginas patrocinadas – nos moldes do YouTube, seu site de vídeos.

Diferentes empresas já adotaram a ideia, como Casas Bahia, Nike, Garnier (com Ivete Sangalo) e Warner.

Segundo o Google no Brasil, o Orkut está entrando em várias frentes para reforçar o conceito de comunidade. Dados da comScore mostram que o Orkut registrou 32,1 milhões de visitantes únicos em março, alta de 25% em relação ao mesmo mês do ano anterior. Já o Facebook cresceu incríveis 207%, para 18,5 milhões. (… continua)

– – –

De volta à Folha: Se você é um dos 19 milhões de brasileiros que usam o Facebook, já deve ter notado, mais de uma vez, alguma falha na rede social criada por Mark Zuckerberg.

A lista de reclamações é extensa: mensagens enviadas que nunca chegam ao destino, notificações que atrasam horas, e-mails enviados sem autorização e até postagens que não aparecem no mural.

A empresa de segurança computacional Sophos enviou no fim de abril uma carta aberta ao Facebook com alertas sobre os problemas recentes de segurança e privacidade, que têm relação com os bugs do site.

Nas últimas semanas, o Facebook foi alvo de diversos ataques on-line que disseminaram spam e vírus, engrossando a lista de falhas e mensagens indesejadas no mural dos usuários.

“Piorou muito no último mês”, comenta Renata Ribeiro, 22, estudante de direito. “O site está perceptivelmente mais lento e com vários bugs. Até mesmo mensagens de spam em inglês, automáticas, como as que aparecem às vezes no MSN, estão aparecendo no chat do ‘Face'”, diz.

As reais ameaças na rede social chegam na forma de ataques do tipo phishing e de aplicativos maliciosos. (… continua)

– – –

E então, não é fácil perceber o viés mais favorável do noticiário a um dos lados nessa disputa? Evidentemente é o que detêm na atualidade os mais avançados mecanismos de publicidade online…

* * *

O Chefe de Redação

Um comentário em “Imprensa não esconde preferência na guerra entre Google e Facebook

Deixe um comentário simpático neste artigo: