Idosa de 102 anos volta para faculdade que abandonou na Crise de 1929

Centenária volta a estudar

CABEÇA ETERNAMENTE JOVEM

Do blog HotGaragem

Nunca é tarde demais para voltar a estudar. O exemplo para todo mundo é uma idosa norte-americana com — imagine! — 102 anos de existência.

Margaret Dunning ganhou recentemente uma bolsa de estudos integral para completar seu curso de administração na Universidade de Michigan.

Há pouco mais de 80 anos, a ainda jovem Margaret foi obrigada a abandonar a graduação para ajudar sua família a superar o crash da Bolsa, na Grande Depressão iniciada em 1929.

A iniciativa partiu da fabricante de autopeças FRAM, que decidiu recompensar a idosa por sua vida dedicada aos circuitos de carros antigos.

Dona de um raro e ultra-conservado Packard 740 Roadster, fabricado em 1930, a motorista centenária também ganhou fornecimento vitalício de toda peça automotiva de que precisar.

Packard 740 Roadster 1930

Margaret ainda troca sozinha as velas de ignição e o óleo do motor de seu Packard. Nascida em uma fazenda de gado leiteiro e batatas, aprendeu a dirigir só com 8 anos de idade.

Ela foi praticamente vizinha do lendário Henry Ford — ícone da indústria automobilística que até hoje carrega seu nome e criador da linha de produção de carros em larga escala.

“Me sinto como se tivesse ganho alguns anos que outras pessoas não têm. Estou realmente muito feliz de ter esse maravilhoso e antigo mundo para viver”, comemora.

Quando não expõe seu carro em concursos, Margaret é voluntária na comunidade e auxilia nos trabalhos do Museu de História de Plymouth, do qual é inclusive patrona.

No Opera Mundi (e veja também slideshow do Packard de Margaret no The New York Times)

Deixe um comentário interessante neste artigo: