Fases da Lua afetam a cabeça das pessoas, verdade ou mentira?

Influência da Lua na mente

TEORIAS E CRENÇAS LUNÁTICAS

A Cachaça da Happy Hour

Fulano tá de Lua hoje! Quem nunca ouviu pessoas atribuindo mudanças repentinas de humor e problemas psicológicos às fases lunares?

Mas um estudo de pesquisadores franceses veio para tentar derrubar de uma vez por todas esta teoria, segundo eles, tão antiga quanto lunática.

A pesquisa foi conduzida de uma maneira bem simples pela equipe da professora Geneviève Belleville, da Escola de Psicologia da Universidade Laval.

Os psicólogos analisaram os pacientes que davam entrada nos hospitais Montreal’s Sacré-Coeur e Hôtel-Dieu de Lévis devido a distúrbios mentais e compararam os números com as fases da Lua.

O período analisado ia de março de 2005 até abril de 2008 e contemplava especificamente 771 pessoas que reclamavam de dores de barriga sem explicação médica.

Influência das fases da Lua na cabeça

Mas havia um fundo psicológico latente: os pacientes em questão sofriam de ataques de pânico, ansiedade, distúrbios de humor e pensamentos suicidas.

Os dados foram comparados com um calendário lunar. Os resultados, porém, não mostraram qualquer ligação entre a incidência de problemas psicológicos e uma fase da Lua em particular.

Só houve uma exceção meio fora dos eixos: pacientes com transtornos da ansiedade foram 32% menos frequentes durante o quarto minguante.

Mesmo assim, os pesquisadores relutam em estabelecer uma relação direta entre a incidência do transtorno e a fase da Lua — apenas uma “coincidência”, segundo eles.

“Uma coisa é certa: nós não observamos nenhum efeito de Lua cheia ou Lua nova em problemas psicológicos”, afirmou Geneviève ao ScienceDaily.

Mulher de fases

O estudo procura derrubar uma teoria que nem poderia ser apenas chamada de “mito popular”, pois mesmo os profissionais da saúde acreditam fortemente nela.

Tanto assim que o número de crédulos inclui nada menos que 80% das enfermeiras e 64% dos médicos, de acordo com pesquisas oficiais.

No entanto, os psicólogos franceses esperam agora que os resultados possam encorajar os demais profissionais a tirarem a Lua da cabeça.

“Do contrário, esta ideia incorreta pode influenciar no seu julgamento durante a fase da Lua ou deixá-los menos atentos a problemas psicológicos que venham à tona durante o resto do mês”, salientou Geneviève Belleville.

No Jornal Ciência

Deixe um comentário simpático neste artigo: