Facebook: tentáculos do poder financeiro da rede social

Banco Facebook

ESTE ‘BANCO’ AINDA VAI CAPTURAR A SUA CONTA

O Chefe de Redação

Algumas informações adicionais sobre a face oculta do Facebook e do criador da rede social para você saber com que tipo de gente está mexendo. Nesse jogo, pesado, não há espaço para inocentes.

Ninguém propõe aqui que você se exclua da comunidade. Apenas tenha sempre em mente que, além de promover relacionamentos, a rede social é — acima de tudo e de todos — um empreendimento comercial.

Muitíssimo bem-sucedido, fatura atualmente, em publicidade e comissões de vendas de produtos, 1 bilhão 500 milhões de dólares por ano.

Comenta-se — preste a atenção — que uma de suas principais fontes de renda seria a venda de dados cadastrais dos utilizadores. Uma tremenda mina de ouro!

E assim vai. Por exemplo, a partir deste mês de abril, o frequentador do Facebook que quiser ver Batman, o Cavaleiro das Trevas, paga 30 “Facebook Credits”, o equivalente a três dólares — 30% dos quais são comissão de venda —, e tem 48 horas para ver o filme, podendo suspender a sessão quantas vezes quiser nesse período.

Passaporte FacebookO Facebook abrange, atualmente, um público de 550 milhões de pessoas. É mais do que toda a população da União Européia somada.

Isto se tornou possível não apenas pela ideia genial do seu criador, o jovem Mark Zuckerberg, mas principalmente pelo fato de essa grande ideia ter se transformado em realidade pelos bilhões investidos no gigantesco aparato de servidores eletrônicos que garantem o acesso seguro e simultâneo de toda essa gente ao site.

No valor de mercado atual do Facebook, 65 bilhões de dólares, está o capital valorizado dos fundadores.

Só a parte de Zuckerberg hoje é de 13,5 bilhões de dólares, o que o torna o 52º homem mais rico do mundo. A do brasileiro naturalizado estadunidense Eduardo Saverin, também na lista dos super-ricos, no 782º lugar, é de 1,6 bilhão de dólares.

Mas neste valor está também o dinheiro grosso de mais de quatro centenas de grandes investidores.

Entre eles a Goldman Sachs, principal casa financeira de Wall Street, a Digital Sky Technologies, empresa russa do setor, e a Warner Brothers, norte-americana dona dos direitos autorais do Batman e primeira grande produtora de Hollywood a aderir à rede social.

Com informações do Retrato do Brasil

* * *

O Chefe de Redação

Deixe um comentário simpático neste artigo: