Extrema-direita propõe ‘cura’ gay com iPhone da Apple

Aplicativo para iPhone Apple

Fanáticos propõem “cura” da homossexualidade com aplicativo para iPhone

Do blog O Chefe de Redação

Um aplicativo previamente aprovado pela Apple está propondo a “cura” para a homossexualidade — e causando polêmica com isso. De acordo com informações do site Digital Trends, o programa para iPhone é fornecido pela Exodus International, e está descrito no iTunes como um meio de “acesso a notícias atuais, informações e recursos” do grupo.

No entanto, informa o site, um dos motes da entidade é a discussão da “sexualidade indesejada”, além de propor “terapia reparadora” para supostamente livrar gays da orientação sexual.

O Digital Trends questiona ainda o fato de o aplicativo receber uma boa avaliação (+4), a despeito das críticas que recebeu nas resenhas sobre o produto (que são feitas pelos próprios usuários).

Ódio da direita religiosa

“É uma iniciativa baseada em ódio da direita religiosa fanática, que pretende fazer uma lavagem cerebral e emocional, destruindo gays e lésbicas e coagindo-os a odiarem a si mesmos com base em sua orientação sexual natural… Estou indignado e decepcionado que a Apple permite que este grupo de ódio esteja em seus produtos como o iPhone”, escreveu um usuário.

“Esse aplicativo é pouco mais que um navegador para navegar em um ‘jardim do êxodo’ de conteúdo anti-gay previsível”, declarou outro.

KKK

Há um usuário que questiona, ainda, quando a Apple vai colocar um aplicativo da Ku Klux Klan (conglomerado de organizações racistas nos Estados Unidos).

“A Apple está em uma posição delicada: o conteúdo do aplicativo é tudo menos discriminatório. Em vez disso, é apenas uma proclamação de crenças em um formato pobre. Mas a Apple não é um juiz moral, quando se trata de religião e ética — é um juiz quando se trata de aplicativos do usuário”, diz o Digital Trends.

Visto no portal Vermelho

* * *O Chefe de Redação

 

Deixe um comentário simpático neste artigo: