Eu não fui ao Rock in Rio, o maior festival de karaokê do mundo

 

Símbolo Rock in Rio - Eu Não Fui

E NÃO ME ARREPENDO!

Do blog BananaPost

Antes, enquanto estava rolando, eu não dei um pio para não contrariar ninguém. Agora que acabou, no entanto, me sinto à vontade para fazer uma revelação: se você está entre aqueles, frustrados por não comparecer ao Rock in Rio — relax, baby! — saiba que não perdeu nada de mais. Desde, é claro, que a intenção fosse ouvir as suas bandas e artistas preferidos.

Com a experiência de quem já quebrou a cara em eventos similares, a não ser que quisesse ficar esmagad@ por também massacrantes horas na fila do gargarejo, o máximo que você conseguiria perceber, caso enxergasse bem, seriam algumas pulguinhas se movimentando no palco longínquo. O mesmo valeria para os telões, em geral também distantes.

Sim, porque você teria sido um mero ponto obscuro lá do meião da turba para trás, com os tímpanos azucrinados por um zilhão de vozes esganiçadas vindas de todos os lados a entoar o insuportável idioma conhecido como embromation. Depois, caso fosse sincer@, teria que admitir aos amigos haver desembolsado uma nota preta para participar apenas do maior karaokê a céu aberto do planeta.

Tudo isto, repito, se o seu desejo estivesse direcionado à performance musical dos astros nacionais e internacionais. Outros lances e paradas relacionadas ao mega evento, aí, é outra questão. Resumo da ópera: apesar da transmissão horrorosa — sob o comando, como sempre amador, do diretor do BBB, Boninho — ainda saiu no lucro quem encarou o Rock in Rio pela TV Globo.

* * *

Blog BananaPost - o porta-voz da macacada


Um comentário em “Eu não fui ao Rock in Rio, o maior festival de karaokê do mundo

  • 3 de outubro de 2011 em 22:29
    Permalink

    hehehe…
    o pior eh que eh isso mesmo.

    Resposta

Deixe um comentário simpático neste artigo: