Espiões dos EUA interceptam milhões de selfies nas redes sociais

NÃO SORRIA: VOCÊ ESTÁ SENDO MAPEADO

Espionagem NSA

Milhões de imagens nas redes sociais estão sendo interceptadas para abastecer um vasto programa de reconhecimento facial da NSA – Agência de Segurança Nacional dos EUA, na sigla em inglês.

Nem mesmo fotos de perfil e os chamados “selfies” – com biquinho e tudo mais – escapam do sistema de vigilância em massa, apontam novos documentos vazados pelo ex-agente Edward Snowden.

O programa de identificação facial recolhe fotografias em e-mails, mensagens SMS, redes sociais – como Facebook, por exemplo – e até mesmo videoconferências para um sofisticado banco de dados.

São milhões de imagens captadas por dia que, segundo o jornal New York Times, geram mais de 55 mil mapeamentos faciais de alta qualidade.

Espionagem NSA

Através deles a NSA consegue reconhecer um indivíduo em questão de segundos, fornecendo “um potencial inimaginável” em tecnologia da informação.

Após anos de enfoque em comunicações escritas e verbais, a NSA dá agora a mesma importância a fotos de rostos, impressões digitais e outros tipos de imagens nas suas operações clandestinas.

“Não estamos só atrás das comunicações tradicionais: trata-se de arranjar todo um arsenal que explore digitalmente as pistas que um alvo deixa para trás em suas atividades frequentes na rede para serem compiladas em dados biográficos e biométricos”, diz um dos documentos vazados.

Uma porta-voz da agência considerou”natural” que os serviços secretos da NSA tentem continuamente melhorar as suas atividades invasivas de espionagem sobre os cidadãos.

Deixe um comentário simpático neste artigo: