Eram garotas que, como nós, tocavam Beatles e Rolling Stones

RELIGIOSO DISSOLVE UMA BANDA DE ROCK

Banda indiana de rock

A Cachaça da Happy Hour

Pragaash era o nome de uma nova banda de rock formada por meninas adolescentes e cheias de sonhos, da Caxemira, na Índia.

O trio de alunas do ensino médio havia vencido, em dezembro, um concurso musical. Ousaram, então, seguir carreira, tocando e cantando.

Aí aconteceu o que é muito comum por aqueles lados: o grupo passou a ser constantemente hostilizado por conservadores pela internet.

O “grande mufti” local — um clérigo muçulmano — entrou no circuito para taxar o estilo de música como “anti-islâmico”.

Bashiruddin Ahmad chamou a música de “indecente” e divulgou uma fatwa para que deixassem de tocar as canções profanas.

Um dia depois das críticas, as meninas foram forçadas a dissolver o grupo e abandonar definitivamente as pretensões artísticas.

Deprimida e irritada, uma das jovens foi enviada pela família para fora da cidade até que a situação fique mais “tranquila”.

História completa no The Hindu

Deixe um comentário interessante neste artigo: